Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Small Flag of the United Nations ZP.svg Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura
Emblema da FAO com o seu lema latino, Fiat Panis ("Seja feito o pão")
Tipo Agência especializada
Acrônimo FAO
Comando Brasil José Graziano
Status ativa
Fundação 16 de Outubro de 1945
Sede Roma,  Itália
Website www.fao.org

Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (ONUAA do francês Organisation des Nations unies pour l'alimentation et l'agriculture; FAO, sigla de Food and Agriculture Organization) é uma organização das Nações Unidas cujo objetivo é aumentar a capacidade da comunidade internacional para de forma eficaz e coordenada, promover o suporte adequado e sustentável para a Segurança Alimentar e Nutrição global. Para isso, realiza programas de melhoria da eficiência na produção, elaboração, comercialização e distribuição de alimentos e produtos agropecuários, além de projetos que contribuam para a redução da pobreza rural e o crescimento econômico global.

Também é missão deste organismo preparar as nações em desenvolvimento para fazer frente a situações de emergência alimentar. Em certos casos, também presta socorro a populações famélicas (em situção de fome).

A FAO promove investimentos, conhecimento e informação na agricultura e áreas relacionadas, além de contribuir para o aperfeiçoamento da produção agrícola e da criação de gado e a transferência de tecnologia aos países em desenvolvimento. Também fomenta a conservação dos recursos naturais, estimulando o desenvolvimento da pesca, piscicultura, a proteção dos ecosistemas florestais e as fontes de energia renováveis.

De acordo com a própria FAO, suas principais atividades são:

  • Desenvolver assistência para países subdesenvolvidos e desenvolvidos;
  • Promover o conhecimento e a informação sobre nutrição,alimentação, agricultura, silvicultura e pesca, e assuntos correlatos;
  • Aconselhamento a governos
  • Servir como um fórum neutro para discutir e formular políticas nos principais assuntos relacionados a agricultura e alimentação

A FAO foi fundada em 16 de Outubro de 1945,[1] em Quebeque, Canadá.[2] Em 1951, sua sede foi transferida para Roma, por iniciativa do governo italiano, que teria investido quatro milhões de dólares na construção da nova sede.[3] Em 2000, tinha 181 membros (180 países e a União Europeia).

História[editar | editar código-fonte]

A ideia de uma organização internacional para a alimentação e a agricultura surgiu no final do século 19 e início do século 20, partindo, primeiramente, do agricultor e ativista norte-americano David Lubin. Em maio e junho de 1905, uma conferência internacional foi realizada em Roma, Itália, a qual levou à criação do Instituto Internacional de Agricultura.

Mais tarde, em 1943, o então presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt apelou para uma Conferência das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. Representantes de quarenta e quatro governos se reuniram no Homestead Resort em Hot Springs, Virgínia, de 18 maio a 3 junho do mesmo ano. Comprometeram-se a fundar uma organização permanente para a alimentação e agricultura, o que aconteceu na cidade de Quebec, Canadá, no dia 16 de outubro de 1945, com a conclusão da Constituição da Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO). A Primeira Sessão da Conferência da FAO foi realizada no Chateau Frontenac em Quebec, Canadá, de 16 de outubro a 1º de novembro de 1945.

A Segunda Guerra Mundial fechou efetivamente o Instituto Internacional de Agricultura, embora só tenha sido oficialmente dissolvido por resolução do seu Comitê Permanente em 27 de fevereiro de 1948. Suas funções foram então transferidas para a recém criada FAO.

Áreas de trabalho prioritárias[editar | editar código-fonte]

Para o próximo biênio, FAO determinou as seguintes prioridades em sua luta contra a fome: [4]

  • Ajudar a eliminar a fome, a insegurança alimentar e a má nutrição – Nós contribuímos para a erradicação da fome facilitanto políticas e compromissos políticos em prol da segurança alimentar e assegurando que informações atualizadas sobre os desafios e soluções da fome e nutrição estejam disponíveis e acessíveis.
  • Tornar a agricultura, a silvicultura e a pesca mais produtivas e sustentáveis – Nós promovemos práticas e políticas baseadas em evidências para apoiar setores agrícolas altamente produtivos (lavouras, pecuária, silvicultura e pesca), assegurando que a base dos recursos naturais não sofra no processo.
  • Reduzir a pobreza rural – Nós ajudamos as populações rurais pobres a terem acesso aos recursos e serviços de que necessitam – incluindo emprego rural e proteção social – para abrir-lhes um caminho fora da pobreza.
  • Permitir sistemas agrícolas e alimentares mais inclusivos e eficientes - Nós ajudamos a construir sistemas alimentares seguros e eficientes que apoiam a agricultura familiar e reduzem a pobreza e a fome nas áreas rurais.
  • Aumentar a resiliência dos meios de subsistência em caso de catástrofes – Nós ajudamos os países a se prepararem para catástrofes naturais ou de origem humana, reduzindo o risco e aumentando a resiliência dos seus sistemas agrícolas e alimentares.

Estrutura e Finanças[editar | editar código-fonte]

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura é dirigida pela Conferência das Nações-Membros, que se reúne a cada dois anos para rever o trabalho realizado pela organização e aprovar um programa de trabalho e orçamento para o próximo período de dois anos. A Conferência elegeu um conselho de 49 Estados-Membros (mandatos rotativos de três anos) que atua como um órgão interino, e o Diretor-Geral, que dirige a agência.

Orçamento[editar | editar código-fonte]

O orçamento do programa regular da FAO é financiado pelos seus membros, através de contribuições definidas na Conferência da FAO. Este orçamento cobre o trabalho técnico principal, cooperação e parcerias, incluindo o Programa de Cooperação Técnica, intercâmbio de conhecimentos, políticas e promoção (advocacy), direção e administração, governança e segurança.

Diretores Gerais[editar | editar código-fonte]

Diretores Gerais Adjuntos[editar | editar código-fonte]

Sede Mundial[editar | editar código-fonte]

A sede mundial está localizada em Roma, na antiga sede do Departamento da África Oriental Italiana. Uma das características mais notáveis do edifício foi o Obelisco de Axum, que ficou na frente da sede da agência, embora fora do território atribuído a FAO pelo Governo italiano. Ele foi levado da Etiópia pelas tropas de Benito Mussolini em 1937, como uma caixa de guerra, e retornou em 18 de abril de 2005.

Escritórios Regionais[editar | editar código-fonte]

Escritórios Sub-Regionais[editar | editar código-fonte]

Escritórios de Ligação[editar | editar código-fonte]

Membros[editar | editar código-fonte]




Referências

  1. Organização das Nações Unidas (ONU) (em português) Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Visitado em 18 de setembro de 2010.
  2. O que é (em português) Biblioteca Virtual de Direitos Humanos Universidade de São Paulo (USP). Visitado em 18 de setembro de 2010.
  3. Gaggiottini, Henry. (11 de junho de 1950). "Italy to spend 4 million on FAO headquarters" (em inglês). Chicago Daily Tribune: 19.
  4. O que nós fazemos (em inglês) http://www.fao.org/about/what-we-do/en/

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a ONU é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.