Orleães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Orléans)
Ir para: navegação, pesquisa
Orleães
Ville de Orlèans
—  Comuna francesa França  —
France Orleans Cathedrale Pont Georges V 01.JPG
Bandeira de Orleães
Bandeira
Brasão de armas de Orleães
Brasão de armas
Orleães está localizado em: França
Orleães
Localização de Orleães na França
47° 54' 11" N 01° 54' 18" E
País  França
Região Blason-fr-en-Region-Centre.svg Centro
Departamento Blason département fr Loiret.svg Loiret
Administração
 - Prefeito Serge Grouard
Área
 - Total 27,48 km²
Altitude 116 m (381 pés)
População (1999)
 - Total 113 126
    • Densidade 4 116,7/km2 
Gentílico: Orléanais
Código Postal 45000

Orleães ou Orleans (em francês Orléans) é uma cidade e comuna no norte-centro da França, cerca de cento e vinte quilômetros a sul de Paris. É a capital (préfecture) do departamento de Loiret e da região Centro. A localização central permite que ela seja um pólo irradiador voltado para diversas cidades francesas e européias (Bruxelas, Londres, Barcelona e outras). Sua população em 1999 era de 113.126 habitantes. Há 420.033 habitantes no distrito de Orleans.

Catedral de Orléans

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Orleans está situada em um local que servia de ligação dos povos da antiguidade, que vinham do Mediterrâneo em direção ao norte da Europa. A cidade localiza-se na margem direita do Loire, ao longo do rio, com o norte em direção a Paris.

Orléans foi fundada com o nome de Cenabo (em latim: Cenabum). Cenabo era um reduto gaulês, uma das principais cidades da tribo dos Carnutes onde os druidas realizavam a sua assembleia anual. Em 52 a.C., Júlio César a conquistou. A cidade foi construída pelos romanos. Mudou de nome para Aureliano (em latim: Aurelianum), em homenagem ao imperador Aureliano, que reconstruiu a cidade.

Acompanhando os vândalos, os alanos atravessaram o Loire em 408. Um de seus grupos, sob Goar, juntou as forças romanas de Flávio Aécio para combater Átila quando ele invadiu a Gália em 451, tomando parte na Batalha dos campos cataláunicos sob o rei Sangiban. Instalados em Orléans e ao longo do Loire, eles foram rebeldes (matando senadores da cidade quando eles sentiram que tinham sido pagos muito lentamente ou muito pouco) e ressentidos pelos habitantes locais. Muitos habitantes ao redor da cidade têm nomes presentes testemunhando a presença Alana - Allaines.

Foi tomada pelos francos em 486, pelo rei merovíngio Clóvis I. Em seguida foi a capital do Reino de Orléans, após a morte de Clóvis I.

Durante o reino de Carlos Magno, foi construída sua Universidade, que se tornou exemplo para a construção de novas universidades na Europa durante a Idade Média. O seu estatuto de cidade real a colocou no meio de importantes eventos da história do reino de França, cujo evento militar mais famoso foi a conquista da cidade pelos franceses durante a Guerra dos Cem Anos, sob comando de Joana d'Arc.

Nos séculos XV e XVI, a cidade se tornou uma das mais belas da França. Igrejas e hotéis se multiplicaram. No entanto, guerras de religião perturbaram fortemente a prosperidade que a cidade não encontrava desde o século X.

A partir do século XVIII, o porto da cidade passou a receber vários navios vindo das Antilhas, a região do açúcar. Orléans se tornou uma cidade de trocas comerciais e de convergência das culturas.

No século XIX, a chegada das ferrovias perturbou a economia da cidade, e a Segunda Guerra Mundial atingiu em cheio a cidade, que foi parcialmente destruída. Após a guerra, Orléans se comprometeu em uma operação de reconstrução e se desenvolveu para o sul do Loire com a criação do bairro de La Source.

Atualmente como capital regional, Orléans associa dinamismo econômico, qualidade de vida e radiação cultural.

Há cidade de New Orleans (em Françês, La Nouvelle-Orléans), nos Estados Unidos foi nomeada em homenagem a Orléans

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Orleães
Orlèans e o rio Loire
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.