Ornithosuchidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaOrnithosuchidae
Ocorrência: Triássico superior
Ornithosuchus

Ornithosuchus
Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Sauropsida
Família: Ornithosuchidae
Gêneros

Ornithosuchidae

Ornithosuchidae é uma família extinta de carnívoros quadrúpedes e alguns arcossauros Crurotarsi. Difundiram-se geograficamente durante as fases Carniano e Noriano do Triássico. Três gêneros, Ornithosuchus, Venaticosuchus e Riojasuchus são atualmente conhecidos. A família criada pelo paleontólogo alemão Friedrich Von Huene, em 1914.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Os Ornithosuchideos pode ser identificada pela presença de um diastema arqueado, ou fenda entre os dentes. Quando a mandíbula está fechada, dois grandes dentes curvos se encaixam no diastema, que está posicionado entre a pré-maxila e mandíbula. Há duas depressões pouco profundas na parede do diastema para acomodar esses dentes. Os dentes grandes da dentição dos Ornithosuchus e dos Riojasuchus são colocados atrás de um dente menor que sai da mandíbula. Este tipo de posição dos dentes não é visto em qualquer outro arcossauros basal. Outra característica da ornithosuchideos é a sua incomum focinho pendendo para baixo, visto nos Riojasuchus e Venaticosuchus, mas não nos Ornithosuchus [1] .

Várias outras características distinguem ornithosuchideos de todos os outros arcossauros. Ornithosuchus e Riojasuchus possuem uma fenestra pequena, ou um buraco, entre o palato e ossos pterigóideo do palato. O contato entre os ossos nasais e pré-frontal do crânio é pequeno ou ausente, e um contato muito grande entre os frontais e lacrimais. Em outros arcossauros, incluindo Rauisuchia, Aetosauria, pterossauro e dinosauromorfos, o contato naso-frontal separa o córtex pré-frontal do lacrimal [1] .

Diferentemente da maioria dos outros arcossauros, o pedal ungual (a mais distal dos ossos dos pés que formam garras) são comprimidas lateralmente. Eles são afiados e recurvados. Os unguais são muito profundos, sendo mais altos do que longos, principalmente no interior dos dígitos. Este tipo de garra não é visto em qualquer outro dinossauro do Triássico, exceto os pterossauros [1] .

     Tíbia           Fíbula      

     Astrágalo           Calcâneo
O tornozelo crocodilo-normal da maioria dos Crurotarsi
O tornozelo crocodilo-invertido dos ornithosuchideos

O grande grupo de arcossauros têm sido frequentemente diferenciados uns dos outros com base na estrutura de seus tornozelos. Na maioria dos Crurotarsi, o astrágalo tem uma projeção convexa que se encaixa em um espaço côncavo no calcâneo. Refere-se ao tornozelo de um crocodilo-normal, como é o tipo mais comum de tornozelo nos Crurotarsis. Ornithosuchideos são únicos entre os Crurotarsis, e todos os outros arcossauros, na posse de um tornozelo crocodilo-invertida. Em um tornozelo crocodilo-invertida, o posicionamento da concavidade é invertida: ao invés de estar no calcâneo, é sobre o astrágalo. Nos ornithosuchideos, o calcâneo tem uma projeção convexa que é análogo à projeção convexa sobre o astrágalo crocodilo-normal. O tornozelo do crocodilo-invertida também é visto em Euparkeria, um archossauromorfo basal do Triássico, que é classificado fora do Archosauria [1] .

Filogenia[editar | editar código-fonte]

Ornithosuchidae é geralmente considerado dentro do clado Suchia, que inclui Rauisuchia, Aetosauria e Crocodylomorpha. Abaixo está um cladograma com base em Nesbitt & Norell (2006) [2] , Nesbitt (2007),[3] e Brusatte et al. (2010) [4] , mostrando o posicionamento de Ornithosuchidae dentro Archosauria.

Archosauriformes 

Euparkeria




Proterochampsidae


 Archosauria 

Ornithodira (pterossauros e dinossauros, incluindo as aves)


 Crurotarsi 

Phytosauria


 Suchia 

Aetosauria





Ornithosuchidae



Rauisuchia




Crocodylomorpha (crocodilos e outros extintos.)








Referência[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Sereno, P.C.. (1991). "Basal archosaurs: phylogenetic relationships and functional implications". Journal of Vertebrate Paleontology 11 (Suppl. 4): 1–53 pp..
  2. Nesbitt, S.J.; and Norrell, M.A.. (2006). "Extreme convergence in the body plans of an early suchian (Archosauria) and ornithomimid dinosaurs (Theropoda)". Proceedings of the Royal Society B 273 (1590): 1045–1048 pp.. DOI:10.1098/rspb.2005.3426. PMID 16600879.
  3. Nesbitt, S.J.. (2007). "The anatomy of Effigia okeeffeae (Archosauria, Suchia), theropod-like convergence, and the distribution of related taxa". Bulletin of the American Museum of Natural History 302: 1–84 pp.. DOI:[1:TAOEOA2.0.CO;2 10.1206/0003-0090(2007)302[1:TAOEOA]2.0.CO;2].
  4. Brusatte, S.L.; Benton, M.J.; Desojo, J.B.; and Langer, M.C.. (2010). "The higher-level phylogeny of Archosauria (Tetrapoda: Diapsida)". Journal of Systematic Palaeontology 8 (1): 3–47 pp.. DOI:10.1080/14772010903537732.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]