Orquestra Sinfônica Nacional (Estados Unidos)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Orquestra Sinfônica Nacional foi fundada em 1931 e é uma orquestra sinfônica americana, baseada no John F. Kennedy Center, em Washington.

História[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira temporada, a orquestra apresentou-se no Constitution Hall. Durante essa temporada, o primeiro Diretor Musical foi Hans Kindler e os músicos recebiam um salário de 40 dólares por semana, por três ensaios e um concerto, durante cinco meses do ano[1] .

Kindler e a orquestra fizeram inúmeras gravações para a RCA Victor, incluindo duas da obra Roumanian Rhapsodies por George Enescu, algum tempo depois, em 1960, a orquestra apresentaria a primeira dessa sob a batuta do maestro romeno George Georgescu[2] . Outra gravação da orquestra para a RCA Victor foi o balé completo da ópera King Henry VIII de Camille Saint-Saëns, conduzida por Walter Damrosch. Anos depois, Howard Mitchell fez uma série de gravações com a orquestra. Antal Doráti gravou com a orquestra para a Decca Records. Mstislav Rostropovich fez gravações para a Teldec, Soby e Erato. A orquestra retornou para a RCA Victor, sob Leonard Slatkin.

Em 1986 a orquestra tornou-se afiliada artisticamente com o Kennedy Center, o centro nacional de apresentações de arte, onde apresenta concertos anualmente, desde que o Centro foi inaugurado, em 1971.

Atividades[editar | editar código-fonte]

A Orquestra Sinfônica Nacional participa regularmente de eventos de importância nacional e internacional, incluindo performances para casamentos de autoridades, inaugurações presidenciais e celebrações oficiais. A orquestra conta com 100 músicos, apresentando-se em uma temporada de 52 semanas, com aproximadamente 175 concertos por ano. Esses incluem música clássica, concertos pops e um dos mais extensos programas educacionais do país.

Slatkin deixou de ser Diretor Musical em 2008, após tensões entre maestro e orquestra.

Na temporada de 2006/7, Iván Fischer tornou-se o Maestro Convidado Residente da orquestra[3] [4] . Em abril de 2007 a orquestra anunciou o nome de Fischer para ser o Maestro Residente da orquestra para duas temporadas[5] This interim position is for two years.[6] . Em setembro de 2008 a orquestra anunciou que Christoph Eschenbach seria o novo Diretor Musical da orquestra, sendo efetivado em 2010/11 com um contrato inicial de 4 anos[7] .

Diretores Musicais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tim Page (4 setembro 2005). The NSO: 75 and Counting Its Blessings Washington Post. Página visitada em 2007-03-18.
  2. Programme for National Symphony Orchestra performances of December 13–15, 1960.
  3. Q&A: Iván Fischer Playbill Arts (19 outubro 2006). Página visitada em 2007-03-18.
  4. Tim Page (12 fevereiro 2007). Ivan Fischer: Plays Well With Children Washington Post. Página visitada em 2007-03-18.
  5. Tim Page (12 abril 2007). NSO Picks Fischer as Interim Maestro Washington Post. Página visitada em 2007-04-13.
  6. Iván Fischer Appointed Principal Conductor of DC's National Symphony Orchestra Playbill Arts (12 abril 2007). Página visitada em 2007-04-14.
  7. Anne Midgette (2008-09-25). Christoph Eschenbach to Lead National Symphony Washington Post.. Página visitada em 2008-09-25.