Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock
Álbum de estúdio de Raul Seixas[nota 1]
Lançamento Maio de 1973[2]
Gravação 1973
Gênero(s) Rock and roll, rockabilly, hard rock
Duração 30:51
Idioma(s) Português
Formato(s) LP(lançamento e relançamentos em 1975 e 1985)
CD(relançamentos em 1992 e 2001)
Gravadora(s) Philips Records através do selo Polyfar[3]
Diretor(es) Nelson Motta e Roberto Menescal[4]
Produção Marco Mazzola e Raul Seixas
Cronologia de de estúdio por Raul Seixas
Último
Último
Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10
(1971)
Krig-ha, Bandolo!
(1973)
Próximo
Próximo
Capa original
capa do lançamento original de 1973, com os créditos para a banda fictícia "Rock Generation"

Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock (também conhecido como 20 Anos de Rock ou 30 Anos de Rock) é um álbum de estúdio, inicialmente creditado a uma banda fictícia chamada Rock Generation, lançado pela gravadora Philips Records, através do selo Polyfar, em maio de 1973.[2] A partir do seu relançamento em 1975, o álbum passaria a ser creditado ao cantor e compositor brasileiro Raul Seixas, por sua participação na produção e também como cantor na maioria das faixas.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Raul sustentava que o real rock 'n' roll tinha acabado em 1959, com a ida de Elvis Presley para o exército. Em 1973, resolveu homenagear o que julgava ser o "rock verdadeiro", e dispôs-se a regravar uma seleção de sucessos do gênero, pinçados entre clássicos americanos de Little Richard, Carl Perkins, Ronnie Self, The Platters, Neil Sedaka, e brasileiros como Eduardo Araújo, Celly Campello, Roberto e Erasmo Carlos[5] .

Raul foi, no entanto, proibido pela gravadora de pôr seu nome no disco de covers, pois ela achou que o álbum poderia prejudicar as vendas de Krig-ha, Bandolo!; a solução foi creditar o álbum a uma certa banda chamada Rock Generation, com o nome de Raul presente apenas na contracapa, como diretor de produção.

O álbum não teve qualquer tipo de divulgação e acabou inicialmente sendo esquecido nas lojas; porém com os álbuns Krig-ha, Bandolo! e Gita alcançando grandes vendagens, a gravadora Philips acabou por divulgar melhor o trabalho.

Reedições[editar | editar código-fonte]

Em 1975, o álbum reapareceu no mercado em nova versão: tinha uma nova capa (um retrato de Raul assinado por Luiz Trimano), um novo título, agora era 20 Anos de Rock, uma ordem de faixas diferente e uns aplausos e uns assobios entre as faixas para dar a impressão de que o disco era ao vivo. As alterações não agradaram Raul.

Houve um relançamento em 1985 intitulado 30 Anos de Rock. No release que acompanha este novo relançamento, o jornalista Ayrton Mugnaini brinca: "Aguardem a edição intitulada 10 Mil Anos de Rock."

A MZA Music relançou o álbum em 2001, sob a direção de Mazzola. Segundo ele, essa reedição foi a forma exata que Raul Seixas concebera em 1973.

Faixas (LP)[editar | editar código-fonte]

Lado A[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Rock Around the Clock"   Jimmy de Knight / Max C. Freedman  
2. "Blue Suede Shoes"   Carl Perkins  
3. "Tutti Frutti"   Little Richard / Joe Lubin / Dorothy La Bostrie  
4. "Long Tall Sally"   Little Richard / Joe Lubin / Dorothy La Bostrie  
5. "Rua Augusta"   Hervé Cordovil  
6. "O Bom"   Carlos Imperial  
7. "Poor Little Fool"   Sharon Sheeley  
8. "Bernardine"   Johnny Mercer  
9. "Estúpido Cupido (Stupid Cupid)"   Neil Sedaka / Howard Greenfield - versão: Fred Jorge  
10. "Banho de Lua (Tintarella Di Luna)"   Bruno de Filippi / Franco Migliacci - versão: Fred Jorge  
11. "Lacinhos Cor-de-rosa (Pink Shoes Laces)"   Mickie Grant - versão: Fred Jorge  
12. "The Great Pretender"   Buck Ram  

Lado B[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Diana"   Paul Anka  
2. "Little Darling"   Maurice Williams  
3. "Oh! Carol"   Neil Sedaka / Howard Greenfield  
4. "Runaway"   Del Shannon / Max Crook  
5. "Marcianita"   José I. Marcone / Galvarino V. Alderete - versão: Fernando César  
6. "É Proibido Fumar"   Roberto Carlos / Erasmo Carlos  
7. "Pega Ladrão"   Getúlio Côrtes  
8. "Jambalaya"   Hank Williams  
9. "Shake, Rattle and Roll"   Charles E. Calhoun  
10. "Bop-a-Lena"   Tillis / Pierce  
11. "Only You"   Ande Rand / Buck Ram  
12. "Vem Quente Que Eu Estou Fervendo"   Carlos Imperial / Eduardo Araújo  

Faixas (CD)[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Abertura"     00:39
2. "Rock Around the Clock"
"Blue Suede Shoes"
"Tutti Fruit"  
Jimmy de Knight / Max C. Freedman
Carl Perkins
Little Richard / Joe Lubin / Dorothy La Bostrie
04:09
3. "Rua Augusta"
"O Bom"  
Hervé Cordovil
Carlos Imperial
02:55
4. "Poor Little Fool"
"Bernadine"  
Sharon Sheeley
Johnny Mercer
02:22
5. "Estúpido Cupido"
"Banho de Lua"
"Lacinhos Cor-de-rosa"  
Neil Sedaka / Howard Greenfield
Bruno de Filippi / Franco Migliaci
Mickie Grant
03:51
6. "The Great Pretender"   Buck Ram 01:44
7. "Diana"
"Little Darlin'"
"Oh! Carol"
"Runaway"  
Paul Anka
Maurice Williams
Neil Sedaka
Del Shannon / Max Crook
03:31
8. "Marcianita"
"É Proibido Fumar"
"Pega Ladrão"  
José I. Marcone / Galvarino V. Alderete
Roberto Carlos / Erasmo Carlos
Getúlio F. Cortês
03:43
9. "Jambalaya"
"Shake, Rattle and Roll"
"Bop-a-Lena"  
Hank Williams
Charles E. Calhoun
Tillis / Pierce
03:25
10. "Only You"   Ande Rand, Buck Ram 02:46
11. "Vem Quente Que Eu Estou Fervendo"   Carlos Imperial, Eduardo Araújo 02:21

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Violão e guitarras: Raul Seixas
  • Bateria: Bill French
  • Baixo: Paulo Cesar Barros e Novelli
  • Guitarra: Jay Vaquer
  • Sintetizador: Luís Paulo
  • Piano: Zé Roberto
  • Direção de produção: Mazzola
  • Produção musical: Raul Seixas
  • Arranjos de base: Raul Seixas
  • Arranjos de Orquestra: Chiquinho de Moraes
  • Abertura: Miguel Cidras
  • Técnicos de gravação: Ary; João; Luigi
  • Mixagem: Mazzola
  • Corte: Joaquim Figueira
  • Capa: Luis Trimano
  • Arte Final: Jorge Vianna

Notas

  1. Inicialmente, o álbum foi creditado a um grupo fictício chamado Rock Generation.[1]

Referências

  1. a b RADA NETO, 2013, pp. 70-71.
  2. a b RADA NETO, 2013, p. 70.
  3. JORGE, 2010, p. 9.
  4. RADA NETO, 2013, p. 71.
  5. Marco Antonio Barbosa (08/06/2001). Raul Seixas ganha relançamento histórico CliqueMusic.