Os Bórgias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção A Família (livro) deverá ser fundido aqui. (desde maio de 2013)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Cheque ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).

Os Bórgias (título original, The Family) é um romance escrito por Mario Puzo[1] e publicado originalmente em 2001. É o último romance escrito pelo autor, em colaboração com sua assistente pessoal e companheira, Carol Gino, e o historiador Bertram Fields.

Trata-se de um romance de gênero histórico que narra a vida do Cardeal Rodrigo Borgia (posteriormente Papa Alexandre VI) e a família Borgia durante o Renascimento. Puzo escreve sobre pecados, paixões e ambições do Papa Alexandre VI e seus filhos César Bórgia, Lucrécia Bórgia, Jofré Bórgia e Juan Bórgia.[2]

Mario Puzo trabalhou durante 20 anos neste livro, enquanto escrevia outros. O romance foi acabado por sua namorada, Carol Gino. O livro tem alguns dados verídicos, mas cria histórias fictícias sobre o papa e sua família.

Referências

  1. De Mario Puzo a Milo Manara, autores contam a história dos Bórgia Folha de S. Paulo (04/03/2013).
  2. Mary Hollingsworth. The Borgias: History's Most Notorious Dynasty. [S.l.]: Quercus Publishing, 2011. 384 pp. ISBN 9780857389169.
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.