Os Homens Preferem as Loiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gentlemen Prefer Blondes
Os Homens Preferem as Loiras (PT/BR)
Pôster de Gentlemen Prefer Blondes.jpg
 Estados Unidos
1953 • cor • 91 min 
Direção Howard Hawks
Produção Sol C. Siegel
Roteiro Anita Loos
Charles Lederer
Joseph Fields
Elenco Marilyn Monroe
Jane Russell
Charles Coburn
Elliott Reid
Tommy Noonan
Género Musical, comédia romântica
Idioma Inglês
Francês
Música Jule Styne
Hoagy Carmichael
Eliot Daniel
Lionel Newman
Direção de arte Robert Taylor
Edição Hugh S. Fowler
Estúdio 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 18 de Julho de 1953
Orçamento US$ 2,260,000[1]
Receita US$ 5.1 milhões (EUA/Canadá)[2]

Gentlemen Prefer Blondes (no Brasil e em Portugal, Os Homens Preferem as Loiras) é um filme do gênero musical e de comédia romântica dirigido por Howard Hawks, enquanto que sua escrita foi feita por Anita Loos, Charles Lederer e Joseph Fields. Originalmente, o filme é uma adaptação do musical da Broadway de mesmo nome. O filme foi lançado pela 20th Century Fox e estrelado por Marilyn Monroe, Jane Russell e Charles Coburn. A música do filme foi inteiramente produzida por Jule Styne, Hoagy Carmichael, Eliot Daniel e Lionel Newman.[3]

O filme é repleto de atos cômicos e número musicais. No qual os críticos analisaram a grande atuação de Russell na comédia, enquanto lembrou o desempenho de Monroe em números musicais, os destacando como o ponto alto do filme.[4] Entre os números no filme, a interpretação de "Diamonds Are a Girl's Best Friend" foi aclamada pela crítica e por outros artistas ao longo dos anos seguintes que interpretaram a canção, incluindo Madonna, Christina Aguilera, Kylie Minogue, Nicole Kidman, Geri Halliwell, Anna Nicole Smith e James Franco.[5]

A primeira aparição da história tratada no filme foi em 1925, em uma novela de Anita Loos. Em 1928, foi lançada uma versão muda de Gentlemen Prefer Blondes, dirigido por Malcolm St. Clair. Não se conhece a existência de exemplares; presume-se perdido desde então.

Loos escreveu uma sequela para o musical, intitulado But Gentlemen Marry Brunettes, com novas aventuras de Lorelei e Dorothy. Em 1955, foi lançado o filme Gentlemen Marry Brunettes, estrelado por Russell e Jeanne Crain, onde as duas interpretam as filhas de Dorothy Shaw.[6]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Marilyn Monroe como Lorelei Lee

Lorelei Lee (Marilyn Monroe) e Dorothy Shaw (Jane Russell) são showgirls e melhores amigos. Lorelei tem uma paixão por diamantes, sabendo que atrair um marido rico é uma das únicas maneiras que uma mulher dos anos 1950 pode ter sucesso economicamente. Ela está noiva de Gus Esmond (Tommy Noonan), um rapaz ingênuo disposto a fazer ou comprar qualquer coisa por ela. Ele, no entanto, está sob o controle de seu pai de classe alta que o chama duas vezes por dia. Dorothy, por outro lado, está à procura de amor, atraindo apenas homens que são de boa aparência. Lorelei planeja se casar com Gus na França, mas Mr. Esmond Sr. impede seu filho, acreditando que Lorelei é uma péssima mulher para ele. O trabalho de Lorelei exige que ela vá para a França. Gus então, lhe dá um crédito, avisando-a de se comportar, porque, se o seu pai ouve rumores de mau comportamentos da parte dela, seu pai vai certamente proibir o casamento. Sem o conhecimento do casal, Esmond, Sr. contratou um detetive particular, Ernie Malone (Elliott Reid), para espionar Lorelei. Malone, no entanto, imediatamente se apaixona por Dorothy. Durante a travessia ao Atlântico, Dorothy já foi paquerada por diversos membros da equipe de olímpiada, e lamenta as tentativas para leva-la para a cama na primeira noite. Lorelei reúne os ricos para se apresentar, e por lá ela conhece o tolo Sir Francis "Piggy" Beekman (Charles Coburn), o proprietário de uma mina de diamantes, e é imediatamente atraída por sua riqueza. Piggy está em transe e sua esposa, irritada. Lady Beekman (Norma Varden) mostra com orgulho a Lorelei sua tiara de diamantes.

Jane Russell como Dorothy Shaw

Lorelei convida Piggy para ir até a cabine de Dorothy, no qual ele relata suas viagens à África. Malone espia pela janela e tira fotos de Piggy e Lorelei se abraçando, sob o pretexto de explicar como uma python aperta uma cabra. Dorothy vê Malone indo embora tranquilamente depois de tirar fotos de Lorelei e Piggy. Ela diz a Lorelei, que teme por sua reputação. Eles então bolam um plano para tirar as fotos das mãos do detetive. Assim, elas convidam Malone para tomar algumas bebidas, e derruba água sobre seu colo, ele então tira suas calças para secá-las e Lorelei encontra as fotos no bolso da calça. Ela prontamente imprime as fotos e esconde os negativos. Piggy fica aliviado por suas esposa não ver as imagens. Lorelei, sentindo que ela merece uma recompensa, convence Piggy a lhe dar a tiagra de diamantes de sua esposa como recompensa. Mas então Malone revela que ele tem uma gravação das conversas de Lorelei e Piggy, mas Dorothy o repreende, até que descobre que a gravação não existe. Quando Dorothy diz a Lorelei que ela está se apaixonando por Malone, Lorelei a repreende e diz que ela não precisa escolher um homem pobre, quando ela poderia facilmente ter um homem rico e diamantes. Elas chegam em Paris e gastam seus tempos fazendo compras, mas depois são expulsas do hotel, já que o cartão de crédito de Lorelei foi cancelado após Malone falar sobre as imagens para o pai de Gus. Quando Gus aparece em seu show, é neste ponto que Lorelei canta "Diamonds Are a Girl's Best Friend", o número musical na qual ela explica o porque mulheres precisam de diamantes e maridos ricos.

Enquanto Lorelei e Dorothy trabalham em uma boate em paris, Lady Beekman apresenta acusações sobre a falta de sua tiara, e Lorelei é acusada de roubo. Dorothy convence Lorelei a devolver a tiara, mas a tiara some de sua caixa de jóias. Piggy tenta se livrar dos boatos de um relacionamento com Lorelei, mas Malone o pega em um aereoporto. Dorothy vai para o tribunal se passando por Lorelei, disfarçada com uma peruca loira imitando sua voz. Durante o tribunal, ela apresenta um número musical que confunde o juiz.

Quando Malone aparece no tribunal e está prestes a desmascarar Lorelei. Dorothy revela para Malone em linguagem secreta que ela o ama, mas nunca irá perdoá-lo se ele fizer algo para machucar sua melhor amiga, Lorelei. Malone retira seus comentários. Mas ele revela que Piggy está com a tiara, que é devolvido durante o tribunal. Uma vez que Esmond vê o quão inteligente Lorelei é, ele continua querendo casar com ela. Lorelei e Dorothy se casam em um casamento duplo, e ainda cantam juntos na festa.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Marilyn Monroe Lorelei Lee
Jane Russell Dorothy Shaw
Charles Coburn Sir Francis "Piggy" Beekman
Elliott Reid Detetive Ernie Malone
Tommy Noonan Gus Esmond
Taylor Holmes Mr. Esmond Sr.
Norma Varden Lady Beekman
George Winslow Henry Spofford III
Noel Neill Passageira (não-creditada)

Antecedentes e produção[editar | editar código-fonte]

Monroe e Jane Russell colocando suas assinaturas e suas mãos no Grauman's Chinese Theatre em 26 de Junho de 1953.[7]
Monroe e Jane Russell colocando suas assinaturas e suas mãos no Grauman's Chinese Theatre em 26 de Junho de 1953.[7]
Mãos e assinatura de Monroe e Russell, fotografada 58 anos depois.[8]
Mãos e assinatura de Monroe e Russell, fotografada 58 anos depois.[8]

Gentlemen Prefer Blondes foi inteiramente produzido por Sol C. Siegel. Inicialmente, a 20th Century Fox pretendia contratar Betty Grable para para o papel de Lorelei Lee. Entretanto, após o sucesso de Niagara em 1953,[9] o estúdio decidiu chamar a novata Marilyn Monroe, por acreditar que ela daria ao filme um maior sex appeal, além de seu salário ser bem menor que o de Grable. Marilyn Monroe ganhou cerca de 18 mil dólares para integrar no elenco de Gentlemen Prefer Blondes. O salário de Jane Russell, a outra estrela da produção, girava em torno de cem mil dólares.[10]

Seu papel como Lorelei Lee, exigia que ela atuasse, cantasse e dançasse.[11] As duas estrelas se tornaram amigas, com Russell descrevendo Monroe como "muito tímida, muito doce e muito mais inteligentes do que as pessoas pensam sobre ela".[12] Mais tarde, ela lembrou que Monroe mostrou uma grande dedicação durante a rotina de ensaio de dança todas as noite, porém algumas vezes ela chegava atrasada.[13]

Recepção e novo filme[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento do filme em julho de 1953, Gentlemen Prefer Blondes foi recebido com elogios por ambos os críticos e do público. O filme ganhou mais de sete milhões e meio de dólares nas bilheterias e foi o sexto filme de maior bilheteria de 1953, logo atrás de outro filme de Monroe, How to Marry a Millionaire. Monroe e Russell ambos foram elogiadas por suas performances como Lorelei e Dorothy, e, como resultado, as personagens se tornaram extremamente populares na cultura pop.[14]

Como resultado do sucesso do filme, Monroe e Russell foram escolhidas para colocar suas mãos e pés no Grauman's Chinese Theatre, um espetáculo que tem várias publicidades sobre as duas atrizes.[15]

O cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder, declarou que Gentlemen Prefer Blondes é um dos dez melhores filmes de todos os tempos.[16]

Gentlemen Marry Brunettes[editar | editar código-fonte]

Anita Loos escreveu o livro But Gentlemen Marry Brunettes, onde diz que os homens podem até preferirem as loiras, mas se casam com as morenas. Em 1955, foi lançado outra versão para o filme, intitulado Gentlemen Marry Brunettes, estrelado por Russell e Jeanne Crain, onde as duas interpretam as filhas de Dorothy Shaw. Jeanne foi incluída no filme para substituir Monroe, buscando nova imagem, porém o vídeo foi mal recebido pelo público.[17]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Solomon, Aubrey. Twentieth Century Fox: A Corporate and Financial History (The Scarecrow Filmmakers Series). Lanham, Maryland: Scarecrow Press, 1989. ISBN 978-0-8108-4244-1. p248
  2. 'The Top Box Office Hits of 1953', Variety, January 13, 1954
  3. "All Time Domestic Champs", Variety, 6 January 1960 p 34
  4. Gentlemen Prefer Blondes Movie Reviews, Pictures Rotten Tomatoes. Visitado em 2010-10-18.
  5. AFI's 100 YEARS...100 SONGS American Film Institute. Visitado em 2008-02-19. Cópia arquivada em 2007-10-27.
  6. Stripper's Guide Obscurity of the Day: Gentlemen Prefer Blondes. Visitado em Oct 10, 2011.
  7. From Marilyn to Julia, Audrey to Angelina – the most iconic beauties from the silver screen. GlamourMagazine.Co.UK, Retrieved March 27, 2010.
  8. The 2006 Motion Picture Almanac, Top Ten Money Making Stars Quigley Publishing Company. Visitado em August 25, 2008.
  9. W., A.. "Niagara (1952) Niagara Falls Vies With Marilyn Monroe", January 22, 1953. Página visitada em November 27, 2011.
  10. 11:25 am (January 13, 2009). Palmspringslife.com Palmspringslife.com. Visitado em March 2, 2010.
  11. Russell, p. 137.
  12. Bericht im New York Mirror, 9. August 1963
  13. Biographie de Jane Russell sur IMDb
  14. Prial, Frank J.. "Voice of the Many, but Rarely Herself", 'New York Times', March 6, 2007. Página visitada em 2009-04-20.
  15. Actresses Marilyn Monroe and Jane Russell putting signatures, hand and foot prints in cement at Grauman's Theater, 1953(photo) UCLA Library Archives UCLA Library. Visitado em April 28, 2011.
  16. Gentlemen Prefer Blondes. Visitado em 8 August 2012.
  17. 'The Top Box-Office Hits of 1955', Variety Weekly, January 25, 1956

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • Churchwell, Sarah. The Many Lives of Marilyn Monroe. [S.l.]: Metropolitan Books, 2004. ISBN 0-8050-7818-5.
  • Guiles, Fred Lawrence. Norma Jean: The Life of Marilyn Monroe. [S.l.]: Paragon House Publishers, 1993. ISBN 1-55778-583-X.
  • Riese, Randall; Hitchens, Neal. The Unabridged Marilyn. [S.l.]: Corgi Books, London, 1988. ISBN 0-552-99308-5.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Os Homens Preferem as Loiras