Os Intocáveis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os Intocáveis
The Untouchables
Pôster feito por Olga Kaljakin
 Estados Unidos
1987 • cor • 119 min 
Direção Brian De Palma
Produção Art Linson
Roteiro David Mamet
Baseado em The Untouchables (livro de 1957) de Oscar Fraley
Eliot Ness
Elenco Kevin Costner
Charles Martin Smith
Andy García
Robert De Niro
Sean Connery
Gênero drama policial
Idioma inglês
Música Ennio Morricone
Cinematografia Stephen H. Burum
Edição Gerald B. Greenberg
Bill Pankow
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 3 de junho de 1987
Portugal 2 de outubro de 1987
Orçamento US$20 milhões[1]
Receita US$76,270,454
Cronologia
Último
Último
The Untouchables (série)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Os Intocáveis (no original em inglês: The Untouchables) é um filme de drama policial norte-americano de 1987, dirigido por Brian De Palma e escrito por David Mamet. Baseado no livro The Untouchables, livro de 1957, o filme é estrelado por Kevin Costner como o agente do governo Eliot Ness. Ele também é estrelado por Robert De Niro como líder de gangue de Al Capone e Sean Connery como diretor irlandês-americano Jimmy Malone. O filme segue relato autobiográfico de Ness dos esforços dele e de seus Intocáveis ​​para trazer à justiça Capone durante a Lei Seca.

Os Intocáveis ​​foi lançado em 3 de junho de 1987, e recebeu críticas positivas. Observadores elogiaram o filme por sua abordagem, bem como a sua direção. O filme também foi um sucesso financeiro, arrecadando 76 milhões de dólares no mercado interno. Os Intocáveis ​​foi nomeado para quatro Oscars, dos quais Connery recebeu o de Melhor Ator Coadjuvante.[2]

A trama do filme é baseada nos personagens da série homônima, originalmente exibida entre 1959 e 1963. A cena mais famosa do filme, com o carrinho de bebê descendo pela escadaria no meio do tiroteio, foi baseada no clássico de 1925, Bronenosets Potyomkin (br: Encouraçado Potemkin).

A trilha sonora foi composta por Ennio Morricone, sendo considerada um espetáculo a parte e compõe a atmosfera do submundo de Chicago em 1930.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na Chicago da época da Lei Seca, Al Capone (De Niro) corrompe, controla e corroí a cidade da forma que ele deseja através de sua atividade rentável de venda ilegal de bebidas alcoólicas. Eliot Ness (Costner) é um agente federal que chega na cidade com a missão de acabar com as atividades ilegais. Então, ele recruta para está missão o policial aposentado Jim Malone (Connery), o italiano Giuseppe Petri (Garcia), que mudou seu nome para George Stone ao ingressar na Academia de Polícia, e o agente contador Oscar Wallace (Smith), que nunca tinha pego uma arma na vida.

Uma das motivações de Eliot Ness, recém nomeado para a força tarefa federal contra o crime organizado, é o apelo desesperado por justiça da mãe de jovem vítima dos atentados praticados pelo crime organizado naquela cidade para manter o poderio de Capone em atividades tais como venda de proteção entre outros.

Após tentativas frustradas pela corrupção dos policiais de Chicado, Eliot encontra Malone patrulhando uma ponte numa atividade policial não condizente com sua idade no corpo policial. Eliot percebe que isso só poderia ocorrer pela honestidade desse policial em não aceitar os favores dos criminosos que comandam seus superiores na cidade.

Pedindo sua orientação ele monta um quarteto intocável pela corrupçao, adjetivo que logo lhe é conferido pelo jornalismo após batida policial vitoriosa num dos alambiques clandestinos montados de maneira ousada.

Após coseguir uma testumunha contra Capone, Eliot perde um dos membros do quarteto junto com esse informante em mais um atentado. Se vê então obrigado a conseguir o depoimento do contador do mafioso numa cena antológica de tiroteio numa estação ferroviaria inspirada em antigo clássico cinematográfico.

Malone entretanto é o segundo membro do quarteto eliminado por Capone após fornecer a informação sobre o contador. Eliot se vinga atirando de um prédio o matador de aluguel que vitimou seu companheiro.

Após trocar o juri corrompido Os Intocáveis conseguem a condenação do capo de Chicago.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

De Niro queria uma cena extra escrita para seu personagem, e tempo para terminar seu compromisso com a produção da Broadway Cuba and His Teddy Bear e ganhou cerca de 30 quilos (14 kg) para interpretar Capone, de acordo com De Palma, De Niro foi "muito preocupado com a forma do seu rosto para a parte".[1] Os Intocáveis ​​começou a produção em Chicago em 18 de agosto de 1986.[3] Locais de Chicago históricos reais foram apresentados no filme.[4]

Um mês depois do lançamento do filme, De Palma minimizou seu papel no filme:

Sendo eu mesmo um escritor, eu não gosto de levar o crédito por coisas que eu não fiz. Eu não desenvolvi este script. David [Mamet] usou algumas de minhas idéias e ele não usou alguns deles. Eu olhava para ele mais clinicamente, como um pedaço de material que tem de ser em forma, com algumas cenas aqui ou ali. Mas, como para a dimensão moral, que é mais ou menos a concepção do roteiro, e eu só aplicava com minhas habilidades - que são bem desenvolvidas. É bom andar em sapatos de outra pessoa por um tempo. Você sai de suas próprias obsessões, você está a serviço da visão de outra pessoa, e isso é uma grande disciplina para um diretor.[5]

Apesar de De Niro foi a primeira escolha de De Palma para interpretar Capone, o diretor se reuniu com Bob Hoskins para discutir o papel. Quando De Niro teve o papel, De Palma enviou a Hoskins um cheque de £20,000 com uma nota de "obrigado", o que levou Hoskins para chamar De Palma e perguntar-lhe se havia mais filmes que ele não queria que ele fizesse.[6]

As roupas utilizadas por Robert De Niro são cópias idênticas das roupas de Al Capone, que o gângster usava quando estava vivo.[7]

Albert H. Wolff, o único integrante vivo dos verdadeiros Intocáveis, trabalhou como consultor do filme, auxiliando o ator Kevin Costner em como Eliot Ness deveria ser caracterizado para o filme.[7]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Intocáveis foi lançado em 3 de junho de 1987, em 1,012 cinemas onde o filme arrecadou 10,023,094 em sua semana de estréia e foi classificado como o sexto maior fim de semana de abertura de 1987. Ele passou a fazer 76,2 milhões de dólares na América do Norte.[8] De acordo com o produtor Art Linson, as pesquisas realizadas para o filme mostrou que aproximadamente 50% do público era mulheres. "Normalmente, um filme violento atrai predominantemente homens, mas isso também é comovente, sobre a redenção e os relacionamentos e por causa disso o público tende a perdoar os excessos quando se trata de violência".[9]

Os Intocáveis ​​recebeu críticas positivas dos críticos de cinema e tem uma classificação de 81% no Rotten Tomatoes. Vincent Canby, do The New York Times, deu ao filme uma crítica positiva chamando-o de "um trabalho sensacional" e dizendo que era "vulgar, violento, engraçado e às vezes de tirar o fôlego".[10] Por outro lado, Roger Ebert do Chicago Sun-Times elogiou o filme por suas seqüências de ação e locais, mas desaprovou o roteiro de David Mamet e direção de Brian De Palma.[11] Hal Hinson, em sua revisão para o Washington Post, também criticou a direção de De Palma: "E de alguma forma nós estamos aqui por adiar as coisas espetaculares que ele joga-se na tela. Instintos de contar histórias de De Palma deram lugar completamente ao seu interesse no cinema como um meio visual. Sua única preocupação real é o seu próprio estilo".[12] Richard Schickel da revista Time, escreveu: "Roteiro elegante eficiente de Mamet não perde uma palavra, e que de Palma não desperdiçar um tiro. O resultado é uma obra densa camada movendo-se com confiança, energia compulsiva".[13]

Ebert destacou cenas de De Niro interpretando Al Capone como a maior decepção do filme, dando louvor ao trabalho de Sean Connery. Enquanto ele foi eleito o primeiro lugar em uma pesquisa histórica da revista Empire para pior sotaque de filme,[14] Connery foi premiado com o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação. Pauline Kael chamou-lhe "um grande filme público – uma trapalhada maravilhosa" A revista Time classificou-o como um dos melhores filmes de 1987.[15]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Sean Connery ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante de 1988. O filme também teve indicações ao Oscar de melhor direção de arte (Patrizia von Brandenstein, William A. Elliott e Hal Gausman), melhor figurino (Marilyn Vance) e melhor trilha sonora original (Ennio Morricone).

Recebeu o prêmio BAFTA de 1988 na categoria de melhor trilha sonora, além de ter sido indicado nas categorias de melhor ator coadjuvante (Sean Connery), melhor figurino e melhor desenho de produção (William A. Elliott).

Recebeu o Globo de Ouro de 1988 na categoria de melhor ator coadjuvante (Sean Connery), além da indicação na categoria de melhor trilha sonora original.

Foi indicado ao prêmio César de 1988 na categoria de melhor filme estrangeiro.

Oscar[editar | editar código-fonte]

Prêmio Pessoa
Venceu:
Melhor Ator Coadjuvante Sean Connery
Nomeado:
Melhor Direção de Arte – Decoração Set Patrizia von Brandenstein
William A. Elliott
Hal Gausman
Melhor Figurino Marilyn Vance
Melhor Trilha Sonora Ennio Morricone

Vídeo game[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resultados das análises
Publicado por Resultado
Computer and Video Games 85%[16]
CRASH 94%[17]
Sinclair User 95%[18]
Your Sinclair 94%[19]
Zzap!64 96%[20]
The Games Machine 96%[21]
Prêmios
Entidade Prêmio
Zzap!64 Gold Medal
Crash Crash Smash
Your Sinclair Megagame

Um vídeo game side-scrolling foi lançado pela Ocean Software em 1989 no ZX Spectrum, Amstrad CPC, Commodore 64, MSX, Amiga, DOS, e, mais tarde, NES, e SNES. Baseado livremente no filme, o jogo joga fora algumas das partes mais importantes do filme. Situado em Chicago, o principal objetivo do jogo é derrubar capangas de Al Capone e, eventualmente, prender Capone.

Referências

  1. a b Siskel, Gene (21 de setembro de 1986). De Niro, De Palma, Mamet Organize Crime with a Difference Chicago Tribune. ProQuest Archiver. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  2. The 60th Academy Awards (1988) Nominees and Winners oscars.org.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  3. The Untouchables, a Brian De Palma film, to begin production in Chicago on August 18 PR Newswire. HighBeam Research (14 de agosto de 1986). Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  4. Actual Chicago and Montana locations of historical buildings used in The Untouchables
  5. Bennetts, Leslie (6 de julho de 1987). The Untouchables: De Palma's Departure The New York Times. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  6. Bob Hoskins paid not to play Capone Metro Newspapers (19 de março 2009). Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  7. a b Os Intocáveis no AdoroCinema
  8. The Untouchables Box Office Mojo.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  9. Darnton, Nina (12 de junho de 1987). At the Movies The New York Times.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  10. De Niro in The Untouchables The New York Times. (3 de junho de 1987). Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  11. Ebert, Roger (3 de junho de 1987). The Untouchables Chicago Sun-Times.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  12. Hinson, Hal (3 de junho de 1987). The Untouchables Washington Post.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  13. Schickel, Richard (8 de junho de 1987). In The American Grain Time.. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  14. Connery 'has worst film accent' BBC. (30 de junho de 2003). Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  15. Best of '87: Cinema Time. (4 de janeiro de 1988). Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  16. Archive - Magazine viewer World of Spectrum. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  17. Archive - Magazine viewer World of Spectrum. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  18. Archive - Magazine viewer World of Spectrum. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  19. The Untouchables Ysrnry.co.uk. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  20. Zzap!64 100th Issue Pull-Out Special Page 5 Zzap64.co.uk. Página visitada em 23 de novembro de 2013.
  21. Archive - Magazine viewer World of Spectrum. Página visitada em 23 de novembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]