Os Maias (minissérie)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Os Maias
Informação geral
Formato Minissérie
Duração 40 minutos aproximadamente
Criador(es) Maria Adelaide Amaral
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Elenco Fábio Assunção
Ana Paula Arósio
Walmor Chagas
Leonardo Vieira
Simone Spoladore e grande elenco
Tema de abertura "O Pastor", Madredeus
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Transmissão original 9 de janeiro de 200123 de março de 2001
Nº de episódios 44

Os Maias é uma minissérie brasileira exibida pela Rede Globo entre 9 de janeiro e 23 de março de 2001, em 44 capítulos. Adaptada do romance homônimo de Eça de Queiroz, foi escrita por Maria Adelaide Amaral, João Emanuel Carneiro e Vincent Villari e dirigida por Emílio di Biasi e Del Rangel, unindo tramas e elementos de outro romance de Eça, A Relíquia, tendo direção geral e núcleo de Luiz Fernando Carvalho.

Foi reprisada no Canal Viva de 6 de março de 2012[1] , substituindo Dona Flor e Seus Dois Maridos, a 2 de maio de 2012.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Pedro da Maia, filho do patriarca e viúvo Dom Afonso da Maia, vive enclausurado em sua melancolia. Inseguro, Pedro conhece a felicidade ao se apaixonar pela Bela Maria Monforte. Este romance, porém, é rejeitado por Afonso por conta do passado nebuloso do pai da moça, Manuel Monforte, um negreiro que não pertence à alta roda da sociedade lisboeta, como Maria da Cunha, Maria da Gama e Dom Diogo Coutinho, amigos aristocratas do patriarca Maia. Apesar do desgosto de Afonso, Pedro se casa com Maria, tem dois filhos, Carlos Eduardo e Maria Eduarda.

Mas um acidente vai transformar a vida do casal. Durante uma caçada, Pedro fere acidentalmente o Príncipe italiano Tancredo e o convida para se recuperar em sua casa. Maria Monforte se apaixona por aquele homem e resolve fugir com ele, levando consigo a filha e deixando o pequeno Carlos aos cuidados do pai. Este retorna à casa paterna, mas não agüenta o desespero e acaba por se suicidar. Dom Afonso decide criar o neto de acordo com suas convicções.

Após ter tido uma infância feliz ao lado do avô querido, Carlos vai estudar Medicina na Universidade de Coimbra. Lá ele tem suas primeiras experiências amorosas e conhece aqueles que farão parte do seu círculo de amizades, como o melhor amigo, João da Ega - que envolve-se com Rachel, a esposa do banqueiro judeu Jacob Cohen -, e Teodorico Raposo. Aos olhos da tia Patrocínio das Neves, a Titi, Teodorico é o maior beato do mundo, aquele que conhece todos os santos e é incapaz de fumar, beber ou ir para a cama com mulheres. Mas, no fundo, ele adora um bom fado e é conhecido como "O Raposão das Espanholas". A vida dupla que leva tem um objetivo: herdar a fortuna de Titi.

Recém-chegada a Lisboa, acompanhada da filha Rosa e do marido Castro Gomes, a Bela Maria Eduarda encanta o jovem médico Carlos - que a esta altura deixa sua amante, a Condessa de Gouvarinho, inconformada de ter sido preterida. Seu passado, sua origem, tudo é um mistério. Não gosta de Castro Gomes, mas não consegue se separar dele por vários motivos: a pressão que ele exerce, o temor pelo destino da filha e até mesmo uma certa gratidão por ele tê-la ajudado em determinado momento de sua vida. Quando conhece Carlos e se apaixona por ele, hesita diante do novo e inebriante sentimento, mas acaba rendendo-se a ele, dando início a uma paixão que não tende a ter um final feliz.

Contra esse romance, está Dom Afonso da Maia, que teme pelo futuro do neto, receoso de que esse envolvimento amoroso tenha o mesmo fim trágico que o de seu filho Pedro.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

II Festival Latino-American de Cine Vídeo de Campo Grande:

  • Melhor cenografia
  • Fotografia
  • Direção de arte

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A série foi produzida em parceria com a emissora portuguesa SIC (Sociedade Independente de Comunicação) e estreou simultaneamente em Portugal e no Brasil.
  • Os Maias marcou o retorno do diretor Luiz Fernando Carvalho à TV Globo, após três anos afastado da televisão para se dedicar ao filme Lavoura Arcaica (2001).
  • A versão para DVD, lançada em 2004, foi editada pelo próprio Luiz Fernando Carvalho, que fez alterações no formato da série, cortando as partes da narrativa que se referem aos romances A Relíquia e A Capital. Além de depoimentos de alguns atores do elenco e comentários de Maria Adelaide Amaral sobre a adaptação do romance para a televisão, o material extra do DVD apresentou as notas sobre a obra literária, de Beatriz Berrini. A versão teve a primeira tiragem esgotada no Dia das Mães. [3]
Ana Paula Arósio Interpreta a protagonista " maria eduarda".
Ator Personagem
Ana Paula Arósio Maria Eduarda
Fábio Assunção Carlos Eduardo
Walmor Chagas Dom Afonso da Maia
Selton Mello João da Ega
Leonardo Vieira Pedro da Maia
Paulo Betti Joaquim Castro Gomes
Stênio Garcia Manuel Monforte
Osmar Prado Tomás de Alencar
Matheus Nachtergaele Teodorico Raposo
Maria Luísa Mendonça Rachel Cohen
Eliane Giardini Condessa de Gouvarinho
Jussara Freire Amélia
Otávio Augusto Conde de Gouvarinho
Cecil Thiré Jacob Cohen
Antônio Calloni Palma Cavalão
Otávio Müller Dâmaso Salcede
Ewerton de Castro Manuel Vilaça
Ariclê Perez Maria da Gama
Carlos Alberto Dom Diogo Coutinho
Leonardo Medeiros Taveira
Ivan Mesquita Coronel Sequeira
Felipe Martins Eusebiozinho
Thelma Reston Vicência
Hélio Ary Batista
Jandira Martini Eugênia Silveira
Luís de Lima Mounsier Guimarães
Bruno Garcia Adelino
Mila Moreira Viscondessa de Gafanha
Ilya São Paulo Vitorino Cruges
Rodrigo Penna Artur Corvelo
Walter Breda Xavier
Maria Clara Fernandez Encarnación
Rita Elmôr Teresinha
Renata Soffredini Gertrudes
Gilles Gwizdek Mounsier Théodore
Dan Stulbach Craft
Giselle Itié Lola
Mariana Leoni Adélia
Marina Ballarin Melanie
Marcos França Domingos
Francisca Queiroz Ana
Jacqueline Dalabona D. Joana Coutinho
Mônica Martelli Consuelo
Fábio Fulco Tancredo
Philip Croskin Mr. Brown
Ruth Brennan Miss Sara
Ronnie Marruda Mulato Julião
Marcos Otávio Jóquei Amarelo
Simone Spoladore Maria Monforte
Sérgio Viotti Padre Vásquez
Eva Wilma Maria da Cunha
Myrian Muniz Titi (Patrocínio das Neves)
José Lewgoy Abade Custódio
Marília Pêra Maria Monforte (2° fase)
Raul Cortez Eça de Queiroz

Elenco de apoio[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Isabelle Drummond Rosicler
Samir Alves Carlos (criança)
Maria Isabel Quinhões Teresinha (criança)
Adriano Leonel Eusebiozinho (criança)
Alisson Silveira Teodorico (criança)
Ana Carolina Herquet Maria Eduarda (criança)

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Capa: Fábio Assunção

  1. "Prelúdio" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  2. "Fado" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  3. "O Pastor" - Madredeus
  4. "Ramalhete" - André Sperling
  5. "As Ilhas dos Açores" - Madredeus
  6. "Tema de Infância" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  7. "Fado Mãe" - Dulce Pontes
  8. "Tema de Amor" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  9. "Haja O Que Houver" - Madredeus
  10. "Poema D'Amor" - André Sperling
  11. "Valsa" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  12. "O Velho" - John Neschling (participação especial Orquestra Sinfônica)
  13. "Por Ti" - André Sperling
  14. "Matinal" - Madredeus
  15. "Tristes Dias" - André Sperling

Referências

  1. Redação Canal Viva (17 de fevereiro de 2012). Minissérie ‘Os Maias’ estreia em março no canal Viva. Página visitada em fevereiro de 2012.
  2. Redação Canal Viva (30 de abril de 2012). Carlos conta para Maria Eduarda que são irmãos. Página visitada em junho de 2012.
  3. http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYN0-5273-237349,00.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]