Os Mercenários

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Expendables
Os Mercenários (PT/BR)
Poster de divulgação
 Estados Unidos
2010 • cor • 103 min 
Direção Sylvester Stallone
Produção Avi Lerner
John Thompson
Kevin King Templeton
Roteiro David Callaham
Sylvester Stallone
Elenco Sylvester Stallone
Jason Statham
Jet Li
Dolph Lundgren
Randy Couture
"Stone Cold" Steve Austin
Terry Crews
Mickey Rourke
Bruce Willis
Gênero Ação
Idioma Inglês
Música Brian Tyler
Cinematografia Jeffrey Kimball
Edição Ken Blackwell
Paul Harb
Distribuição Lionsgate
Lançamento 13 de agosto de 2010
Orçamento US$ 80 milhões[1]
Receita US$ 274.470.394[2]
Cronologia
Último
Último
The Expendables 2
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Expendables (no Brasil e em Portugal, Os Mercenários) é um filme americano de 2010, dirigido e estrelado por Sylvester Stallone, com roteiro de David Callaham. Foi sequenciado em 2012 com Os Mercenários 2 e futuramente com Os Mercenários 3, que segundo Stallone será um filme com mais humor e "sangue novo" .

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Uma equipe de mercenários altamente treinados, vão em uma missão para Golfo de Aden na costa da Somália, deter os piratas locais de executar os reféns em um navio mercante. A equipe é liderada pelo ex-SAS Barney Ross (Sylvester Stallone), e composta pelos seus companheiros, Lee Christmas (Jason Statham), Yin Yang (Jet Li), Gunner Jensen (Dolph Lundgren), Hale Caesar (Terry Crews) e Toll Road (Randy Couture). Durante a missão Jensen demonstra instabilidade emocional, como resultado de seus problemas psicológicos e uso de drogas, por causa disso Ross relutantemente tira Jensen do grupo. A equipe em seguida, viaja para Nova Orleans.

Ross e seu rival mercenário Trench Mauser (Arnold Schwarzenegger) visitam uma igreja para encontrar um homem, que leva o nome de "Mr. Church" (Bruce Willis). Church oferece uma missão em Vilena, uma ilha no meio do Golfo do México e América do Sul, para derrubar um ditador brutal, General Garza (David Zayas). Ocupado com outras coisas, Trent dá o contrato para Ross.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme conta com a produção da Nu Image e Millenium Films. Estreou mundialmente em 13 de agosto de 2010. A maior parte das gravações ocorreram no estado americano de Louisiana nos Estados Unidos. Apesar de não haver menção nos créditos do filme, também houve gravações no estado do Rio de Janeiro, especialmente na cidade de Mangaratiba.[4] Antes da estréia, Stallone declara em entrevista na Comic-Con que filmar no Brasil "foi bom, pois pudemos matar pessoas, explodir tudo e eles (os brasileiros) dizem obrigado".[5] Depois o ator desculpou-se.[6]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu críticas variadas dos analistas, mas se tornou um sucesso financeiro, estreando em número um nas bilheterias dos Estados Unidos,[2] Reino Unido,[7] China[8] e Índia.[9] O crítico Rubens Ewald Filho classificou-o como "filminho B bem reles, mas “assistível”.[10]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]