Os Mutantes (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os Mutantes
Portugal
1998 • cor • 113 min 
Direção Teresa Villaverde
Roteiro Teresa Villaverde
Elenco Ana Moreira
Alexandre Pinto
Nelson Varela
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Os Mutantes é um filme português de 1998, uma longa-metragem de ficção escrita e realizada por Teresa Villaverde.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A vida de três jovens que vivem na rua, em alternativa aos ambientes familiares disfuncionais onde cresceram: Andreia (Ana Moreira), Pedro (Alexandre Pinto) e Ricardo (Nelson Varela).

Sinopse: Andreia (Ana Moreira), Pedro (Alexandre Pinto) e Ricardo (Nelson Varela) não aceitam as coisas como elas são, não se encaixam em lado nenhum. Nunca se rendem, estão sempre à procura de alguma coisa. Têm dentro deles uma força invisível que se espalha por todo o lado. Alguma coisa dentro deles está sempre prestes a explodir. É como um energia selvagem, um desejo de mudar as coisas, de viver de uma forma diferente. Não sabem muito bem o que querem, mas há sempre alguma coisa que os incomoda. Vivem com a necessidade constante de vertigem, de deslocação, de movimento. Recusam-se a aceitar o lugar que lhes foi imposto mesmo antes de serem capazes de escolher fosse o que fosse. Não aceitam esse lugar e é por isso que não o ocupam. Mas não têm nenhum outro. São sobreviventes. São os mutantes portugueses, mas também existem mutantes em todos os lugares. Talvez o mundo preferisse que eles não existissem, mas eles existem. Ao longo de todo o filme, eles sonham, choram, riem, têm filhos, morrem, fogem.

Ficha Técnica: Realização: Teresa Villaverde Argumento: Teresa Villaverde Produtor: Jacques Bidou Ano: 1998 Género: Drama Duração: 115’

Elenco: Ana Moreira (Andreia) Alexandre Pinto (Pedro) Nelson Varela (Ricardo) Helder Tavares (Franklin) Paulo Pereira (Zézito) Jorge Bruno Gomes (Irmão de Pedro) Teresa Roby (Mãe da Andreia) Isabel Ruth (Isabel) Alexandra Lencastre (Assistente Social) José Raposo (Director)

Prémios: Festival du Film Mediterrané, França (1999) – Melhor Actriz (Ana Moreira) Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente, Argentina (1999) – Melhor Actriz (Ana Moreira) Taormina International Film Festival, Itália (1999) – Melhor Actriz (Ana Moreira) MedFilmFestival Roma, Itália (1999) – Prémio ONU Seattle International Film Festival, EUA (2000) – Prémio Revelação

Nomeações: Festival de Cannes, França (1998) – Selecção Oficial, Un Certain Regard Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente, Argentina (1999) – Melhor Filme Globos de Ouro, Portugal (1999) – Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Actriz (Ana Moreira) e Melhor Actor (Alexandre Pinto)

Nota: É com o seu terceiro filme “Os Mutantes”, que Teresa Villaverde vê confirmada a projecção internacional da sua obra, apresentado no Festival de Cannes e premiado no Festival de Roma com o Prémio das Nações Unidas (ONU). Recomendo!

Festivais[editar | editar código-fonte]

Foi seleccionado para a secção oficial Um Certo Olhar (Un certain regard) do Festival de Cannes de 1998.

A direcção de fotografia é de Acácio de Almeida.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.