Osaka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Província de Osaka
(大阪府 Ōsaka-fu)
Mapa
Mapa do Japão com Osaka destacado
Informação
Capital Osaka
Região Kinki
Ilha Honshu
Área 1 892 km² (46.º)
 - % água 17,9%
População (2008[1] )
 - Total 8 833 770 (3.º)
 - Densidade populacional 4 657 hab/km²
Distritos 5
Municípios 4
ISO 3166-2 JP-27
Website www.pref.osaka.jp/en/
Símbolos
Flor Prímula (Primula sieboldii)
Árvore Ginkgo (Ginkgo biloba)
Ave Lanius bucephalus

Osaka, Osaca[2] ou Ósaca[2] (em japonês: 大阪府, transl. Ōsaka-fu) é uma província japonesa, parte da região de Kansai, na ilha de Honshu, a principal do país. Sua capital e maior cidade é a cidade de mesmo nome, a terceira mais populosa cidade do Japão e a maior fora da área de inflûencia da capital Tóquio.

Com 8 833 700 habitantes em 2008[3] , figura como a terceira mais populosa província do Japão, e a segunda mais industrializada[4] , concentrando cerca de 7% da população japonesa e 12,5% da economia do país em 2008[5] .


História[editar | editar código-fonte]

Até a Restauração Meiji, a região da província de Osaka era conhecida como as províncias de Kawachi, Izumi e Settsu.[6]

A província de Osaka foi criada em 1868, no início da era Meiji.[7]

Em 1º de setembro de 1956, a cidade de Osaka foi promovida para uma cidade designada (shitei toshi) e então dividida em 24 wards.

Em 2000, Fusae Ota tornou-se a primeira governadora mulher do Japão, quando substituiu Knock Yokoyama, que renunciou após uma acusação de assédio sexual.[8]

Em 1º de abril de 2006, a cidade de Sakai foi promovida a uma cidade designada e então dividida em 7 wards.

Em 2008, Toru Hashimoto, famoso por ser um conselheiro na televisão, foi eleito com a idade de 38 anos como o governador mais jovem do Japão.

Reforma[editar | editar código-fonte]

A divisão proposta por Hashimoto das cidades de Osaka e Sakai juntamente com outras 9 cidades em 20 wards especiais de forma semelhante a de Tóquio.

Em 2010, a Osaka Ishin no Kai foi criada com o apoio do governador Toru Hashimoto, na tentativa de transformar a província de Osaka na Metrópole de Osaka, reduzindo as organizações afilidades da província de Osaka e da cidade de Osaka.

Nas eleições locais de 2011, a associação conseguiu vencer a maioria dos assentos da província.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A província de Osaka faz fronteira com as províncias de Hyogo e de Kyoto ao norte, Nara ao leste e Wakayama ao sul. Ao oeste, localiza-se a Baía de Osaka. Os rios Yodo e Yamato passam pela província.

Antes da construção do Aeroporto Internacional de Kansai, Osaka era a menor província do Japão. A ilha artificial na qual o aeroporto foi construído adicionou terreno suficiente para torná-la ligeiramente maior que a província de Kagawa.[9] [10]

Em 31 de março de 2008, 10% da área total da província era considerada de parques naturais, chamados de Parque quase nacional de Kongo-Ikoma-Kisen, Parque quase nacional de Meiji no Mori Mino e Parque Natural Provincial de Hokusetsu.[11] Em julho de 2011, um área adicional foi nomeada de proteção como o Parque Natural Provincial Hannan-Misaki.[12]

Cidades[editar | editar código-fonte]

33 cidades localizam-se na província de Osaka:

Distritos[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Distrito Diamante em Umeda
Parque do Castelo de Osaka e prédios comerciais
Anúncio famoso do homem da Glico em Dōtonbori

O produto interno bruto da província de Osaka no ano fiscal de 2004 foi de ¥38,7 trilhões, sendo superado economicamente no país apenas por Tóquio, com um aumento do PIB de apenas 0,9% em relação a 2003. Isto representou aproximadamente 48% do produto da região de Kinki. A renda per capital foi de ¥3,0 milhões, a 17ª do país.[13] As vendas do comércio no mesmo ano foram de ¥60,1 trilhões.[14] .

Ofuscado pelos gigantes dos eletrônicos reconhecidos mundialmente, como Panasonic e Sharp, o outro lado da economia de Osaka poder ser caracterizado por atividades de pequenas e médias empresas. O número dessas empresas baseadas em Osaka em 2006 era de 330.737, contribuindo com 99,6% do número total de negócios na província.[15] Apesar desta proporção ser semelhante a de outras províncias (a média nacional é de 99,7%), o produto manufaturado delas contribuiu com 65,4% do total da província, uma taxa sensivelmente maior do que a de Tóquio (55,5%) ou Kanagawa (38,4%).[16] Um modelo de Osaka de servir ao interesse público e reestimular a economia regional combinado com esforços de cooperação indústria-educação é a tecnologia SOHLA,[17] com seu projeto de satélite artificial.[18] Tendo originalmente iniciado suas atividades a partir de Higashiosaka, a SOHLA cresceu não apenas na região de Kansai, mas também recebeu apoio do governo, através do suporte tecnológico e material da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA),[19] e apoio financeiro da NEDO.[20] [21]

A Bolsa de Valores de Osaka, especializada em derivativos como o Nikkei 225 Futures, localiza-se na cidade de Osaka.

Existem muitas empresas instaladas na província, além de diversos segmentos industriais, com centenas de fábricas, com indústrias químicas, automobilísticas, farmacêuticas, de indústria têxtil, metalurgica, relacionadas a alta-tecnologia, construção civil, produtos semi-manufaturados, naval e petroquímicas na província, principalmente nas áreas periféricas da cidade de Osaka e de cidades vizinhas ou próximas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o Censo Populacional do Japão de 2005, a província de Osaka tem uma população de 8.817.166 habitantes, com um aumento de 12.085, ou 0,14%, em relação ao Censo do ano de 2000.[22]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Templos[editar | editar código-fonte]

Desporto[editar | editar código-fonte]

Cerezo Osaka
Gamba Osaka

Relações de amizade[editar | editar código-fonte]

A província de Osaka possui relação de cidade-irmã com essas dez localidades:[23]

Símbolos provinciais[editar | editar código-fonte]

O símbolo da província de Osaka, chamado de sennari byōtan ou "mil cuias", foi originalmente o brasão de Toyotomi Hideyoshi, o senhor feudal do Castelo de Osaka.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Osaka

Referências

  1. http://www.stat.go.jp/english/data/jinsui/2008np/index.htm
  2. a b Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – A grafia portuguesa de topónimos estrangeiros
  3. http://www.stat.go.jp/english/data/jinsui/2008np/index.htm
  4. http://www.osaka.cci.or.jp/e/economy/scale.html
  5. http://www.osaka.cci.or.jp/e/economy/scale.html
  6. Nussbaum, "Provinces and prefectures" in {{{titulo}}}..
  7. 大阪のあゆみ (History of Osaka) (em japanese). Página visitada em 12/03/2007. A criação da província de Osaka ocorreu mais cedo do que muitas outras províncias, que tiveram de esperar pela abolição do sistema han em 1871.
  8. Tolbert, Kathryn. "Election of First Female Governor Boosts Japan's Ruling Party", The Washington Post, 8 de fevereiro de 2000.
  9. "平成10年全国都道府県市区町村の面積の公表について(Official announcement on the national territory and area of 1998, by prefectures, cities, districts, towns and villages)", Geographical Survey Institute, Government of Japan, 29 de janeiro de 1999.
  10. "コラム Vol.017 全国都道府県市区町村面積調 (Column: "National Area Investigation" vol.017)", Alps Mapping K.K., 8 de março de 2001.
  11. General overview of area figures for Natural Parks by prefecture. Ministry of the Environment. Página visitada em 2 de fevereiro de 2012.
  12. Hannan-Misaki Prefectural Natural Park. Ōsaka Prefecture. Página visitada em 2 de fevereiro de 2012.
  13. 平成16年度の県民経済計算について (Prefectural Economy for the fiscal year 2004 based on 93SNA) Cabinet Office, Government of Japan (em japanese). Arquivado do original em 14/06/2007. Página visitada em 13/03/2007.
  14. 大阪府民経済計算 (Osaka Prefectural Economy based on 93SNA) Osaka Prefectural Government (em japonês). Arquivado do original em 14/06/2007. Página visitada em 13/03/2007.
  15. 2006 White Paper on Small and Medium Enterprises in Japan, Japan Small Business Research Institute (Japan). Página visitada em 13/03/2007.
  16. なにわの経済データ (The Naniwa Economy Data) (em japanese). Arquivado do original em 14/06/2007. Página visitada em 13/03/2007-03-13.
  17. Astro-Technology SOHLA (em japanese). Página visitada em 14/03/2007.
  18. Japan Advertising Council. Página visitada em 14/03/2007. Para mais detalhes sobre a campanha do SOHLA, navegar pela página japonesa da lista da campanha de 2003, em "東大阪の人工衛星" (Higashiosaka's Satellite) [1]
  19. "Smaller firms build a satellite" City of Osaka, Chicago Office. Página visitada em 14/03/2007.
  20. The New Energy and Industrial Technology Development Organization
  21. "Study of PETSAT" NEDO, 2005 (em japanese with English abstract). Página visitada em 14/03/2007.
  22. Table 1: 大阪府の人口の推移 ( Population Change of Osaka Prefecture) (em japonês). Osaka Prefectural Government. Arquivado do original em 05/01/2007. Página visitada em 13/03/2007.
  23. Osaka's friendships regions/states and Overseas Offices
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da província de Osaka é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.