Osasco Plaza Shopping

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Osasco Plaza Shopping
Localização Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo, 81
Centro, Osasco, SP
Inauguração 1995 (18–19 anos)
Slogan O nosso shopping
Proprietário B Sete Participações S/A
Administração Administradora Osasco Plaza Shopping Ltda
Números
Lojas 200
Andares 3 piso
Salas de
cinema
4 salas de Cinema
Página oficial Site do Shopping

Osasco Plaza Shopping é um centro de compras localizado na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, Brasil. O shopping se localiza a poucos metros da Estação Osasco das linhas 8 e 9 da CPTM.

O Osasco Plaza Shopping está localizado na zona Oeste da Grande São Paulo. Com sua fachada principal voltada para a Rua Antonio Agú, Osasco, Centro, recebe mais de 80.000 pessoas por dia. Com 3 pisos, abriga 200 lojas e 1.200 vagas de estacionamento. O shopping recebeu em novembro de 2011 Prêmio da Câmara de Vereadores de Osasco por realizar grande número de eventos voltados para questões Sociais em parceria com a Prefeitura, Conseg, OAB e várias outras Instituições e Associações da região.

Explosão de 1996[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de junho de 1996, véspera de dia dos namorados, por volta do meio dia, o shopping sofreu uma explosão que deixou 42 mortos e 372 feridos[1] . O acidente aconteceu na praça de alimentação devido a um vazamento de GLP, -- Gás Liquefeito de Petróleo --, no subsolo do piso térreo. A violência da explosão fez com que o piso fosse levantado e o concreto desabasse sobre as pessoas que ali se encontravam, além de ter destruído 40 lojas.[2]

Semanas antes da explosão, clientes e funcionários reclamavam do forte odor de gás de cozinha que havia na praça de alimentação.[1] A administração do shopping chegou a chamar técnicos da distribuidora, na época a Ultragás, para averiguar se havia vazamento na rede. Entretando, mesmo após duas visitas, nada foi constatado. A administradora resolveu então chamar técnicos da concorrente Liquigás, mas nada encontraram também.[3]

A principal causa apontada para a explosão foi a falta de ventilação no porão onde se encontrava a tubulação de gás. Porém, durante a perícia, foram constados outros erros, dentre eles o fato de o local da instalação de gás não ter sido o previsto no projeto e o uso de roscas e vedações inadequadas.[2] [4]

A administradora do shopping e a construtora entraram numa batalha judicial, relegando a culpa entre elas.[5] Em 1999 foram condenados por negligência o diretor comercial do shopping, Marcelo Marinho Zanotto e os engenheiros Antônio das Graças Fernandes, Rubens Molinari, Edson Pope e Flávio Camargo. Em 2005, quase 10 anos após o acontecido, o Tribunal de Justiça de São Paulo absolveu os quatro engenheiros.[1]

A reforma foi estimada em 5 milhões e muitos comerciantes perderam tudo. A administradora do shopping afirmou ter pago cerca de R$ 25 milhões em indenizações, tendo ressarcido os danos de todos os acidentados, mesmo assumindo a postura de culpar a distribuidora Ultragás pela tragédia.[5]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Osasco Plaza Shopping
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.