Osman III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Osman III ou Othman III[1] (turco: عثمان ثالث ‘Osmān-i sālis) (2 de Janeiro, 169930 de Outubro, 1757) foi um sultão do Império Otomano de 1754 a 1757.[2]


O irmão mais jovem de Mahmud I (1730–54) e filho de Mustafa II (1695–1703), Osman III foi um príncipe insignificante. Seu breve reinado ficou famoso pela intolerância dos não muçulmanos (cristãos e judeus) obrigando-os a usar distintivos e os expondo em Istambul.

Osman III

Osman III viveu a maior parte de sua vida como um prisioneiro no palácio. Quando se tornou sultão, tinha algumas peculiaridades comportamentais. Diferentemente dos outros sultões, ele odiava música e expulsava todos os músicos do palácio. Tinha verdadeira aversão pelas mulheres, tanto que até construiu quartos individuais para cada uma das mulheres que residiam no palácio. Osman usava um sapato de ferro muito barulhento, sendo assim, as mulheres poderiam ouvir seus passos e nunca se aproximarem dele.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Rosse; J. Willoughby Rosse, John Blair. An Index of Dates: Comprehending the Principal Facts in the Chronology and History of the World, from the Earliest to the Present Time. Original from Harvard University: H. G. Bohn, 1859. Page 654 pp.Text not available
  2. Constable and co, ltd. Constable's miscellany of original and selected publications, CHAPTER XV OTHMAN III TWENTY FIFTH REIGN H 1168 A.D. 1754. Original from Oxford University: Constable and co, ltd, 1829. Page 260 pp.


Precedido por
Mahmud I
Sultão Otomano
17541757
Sucedido por
Mustafa III