Ossian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sonho de Ossian, quadro de Jean Auguste Dominique Ingres, 1813

Ossian é o nome por que ficou conhecida uma fraude literária e um exemplo precursor do romantismo. Surgiu na Escócia na segunda metade do século XVIII. A Escócia era então uma das primeiras nações modernas. A Revolução Industrial despontou na Escócia mais cedo do que na maioria da Europa e ali o espírito do Iluminismo estava bem aceso. James Watt, Joseph Black, Adam Smith e David Hume são testemunhos do notável progresso tecnológico, científico, económico e social nesse pequeno país no século XVIII.

Nesse contexto de revolução industrial, surgiu a história de Ossian, que pode ser vista como um exemplo paradigmático da frequente necessidade em sociedades modernas de encontrar "raízes" culturais, mesmo que fraudulentas, tornando o passado mais "apetecível" que a modernidade e idealizando um "regresso às raízes". Ernest Gellner, um teórico da sociedade moderna que se debruçou sobre o fenómeno do nacionalismo, fala do espírito "ossianico" como um fenómeno recorrente no século XVIII (a industrialização chegou mais tarde ao continente europeu) e do espírito do romantismo característico dessa moderna sociedade. Ossian foi o nome atribuído por um poeta escocês chamado James Macpherson a um suposto poeta guerreiro irlandês, supostamente do ciclo feniano das narrativas heróicas em torno de Fionn Mac Cumhaill e seu bando, chamado de Fianna Éireann.

James Macpherson publicou em 1762 dois poemas épicos Temora e Fingal. Supõe-se que houve também traduções de poemas gaélicos do século III. Estas foram atribuídas ao poeta Oisín.

Na verdade, os poemas eram criações de James Macpherson baseadas nas baladas gaélicas. A fraude foi descoberta por uma comissão enviada a zonas de difícil acesso nas Highlands. Algumas das baladas eram conhecidas. Mas a maioria, supostamente originada dali, era desconhecida aos simples e pouco cultos habitantes daquelas paragens. Estas tinham muitas semelhanças com a literatura de Milton, da Bíblia e de Homero.

Numa carta a Edward Gibbon, David Hume escreve: "é de facto estranho que qualquer homem de bom senso possa achar possível que mais de 20.000 versos, juntamente com inúmeros factos históricos, possam ter sido preservados por tradição oral durante 50 gerações entre a talvez mais rude das nações europeias, os mais pobres e necessitados, os mais turbulentos e desesperados, quais sejam, os escoceses das highlands".

Os irlandeses se revoltaram pelo fato de Macpherson misturar mitologias distintas e atribuir à Escócia glórias do passado da Irlanda.

A fraude foi comprovada somente no final do século XIX. Desde aquela época, o termo baladas ossiânicas passou a designar os genuínos poemas que fazem parte da tradição gaélica comum da Escócia e da Irlanda.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ossian
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ossian