Osteomalacia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Osteomalacia
A carência de vitamina D e cálcio resulta num amolecimento e enfraquecimento dos ossos, que se tornam assim vulneráveis a distorções e fraturas.
Classificação e recursos externos
CID-10 M83
CID-9 268.2
MedlinePlus 000376
eMedicine ped/2014 radio/610
MeSH D010018
Star of life caution.svg Aviso médico

Osteomalacia (osteo- osso, -malacia amolecimento) é o enfraquecimento e desmineralização de ossos maduros, geralmente devido a uma deficiência de vitamina D (na criança essa mesma situação causa raquitismo).

O crescimento do osso normal requer um aporte adequado de cálcio e fósforo através da alimentação, mas o organismo não consegue absorver estes minerais sem que haja uma quantidade suficiente de vitamina D. O organismo obtém esta vitamina de certos alimentos e precisa de luz solar sobre a pele para processá-la adequadamente.

Causas[editar | editar código-fonte]

A osteomalacia é geralmente causada por qualquer dos seguintes fatores, isoladamente ou em conjunto: insuficiente aporte de vitamina D na dieta (por falta de manteiga, margarina enriquecida, peixe, ovos, ou óleo de fígado de peixe), exposição ao sol insuficiente ou insuficiente absorção de vitamine D ao nível do intestino, que pode ser devida a uma doença, como a doença celíaca, ou a ressecções cirúrgicas de grande parte do intestino. Entre as causas raras, contam-se a insuficiência renal, a acidose (acidez aumentada dos fluídos orgânicos) e certas doenças metabólicas hereditárias.

A osteomalacia é rara nos países desenvolvidos. As pessoas mais frequentemente afetadas são as que têm habitualmente uma alimentação pobre ou desequilibrada, os idosos e deficientes que não saem de casa todos os dias.

Outras possíveis causas incluem[1] :

  • Distúrbios do metabolismo da vitamina D;
  • Insuficiência renal e acidose;
  • Falta de fosfatos suficiente na dieta;
  • Doença hepática;
  • Doença na paratireoide;
  • Efeitos colaterais dos medicamentos usados ​​para o tratamento de convulsões;
  • Tumor que prejudique direta ou indiretamente a ossificação.

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

A osteomalacia causa dores nos ossos (osteopenia), principalmente na coluna vertebral e ossos da pernas e pélvis, fraqueza muscular e, se o teor de cálcio no sangue for muito baixo, tetania (espasmos musculares) nas mãos, pés e garganta. Quanto mais tempo nessa condição, mais frágeis os ossos se tornam.

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

A osteomalacia diagnostica-se através de[1] :

  • Sintomas e sinais clínicos;
  • Análises de cálcio e vitamina D no sangue e na urina;
  • Raio X dos ossos;
  • Biopsia dos ossos (coleta de uma amostra de osso para análise microscópica).

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

O tratamento caso não envolva problema hormonal ou transtornos digestivas consiste apenas na administração de uma dieta rica em vitamina D e na administração regular de um suplemento de vitamina D e cálcio. Estes suplementos habitualmente tomam-se por ingestão de preparados farmacêuticos; mas se estes não são absorvidos pelo intestino, então administram-se por via parentérica (injecções). O acompanhamento é feito através de exames de sangue mensais e pode durar 6 meses.

Referências