Otto Braun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Otto Braun
Nascimento 28 de janeiro de 1872
Alemanha
Morte 14 de dezembro de 1955
Varna, Bulgaria
Ocupação Escritor e professor

Otto Braun (Alemanha, 28 de Janeiro de 1872Varna, Bulgaria, 14 de Dezembro de 1955) foi um escritor e professor comunista. Seu papel mais significativo, foi como um agente Comintern enviado para a China em 1934, para assessorar o Partido Comunista da China (PCC) em estratégia militar durante a Guerra Civil Chinesa. Na época Braun adotou um nome chinês, Li De (chinês: 李德); Somente muitos anos depois que Otto Braun ou Li De, veio a ser conhecido como a mesma pessoa.[1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Morador do Brasil desde 1924, Otto ingressou ao Partido Comunista de Getúlio Vargas, no qual foi tesoureiro.[3] No partido conheceu Olga Benário Prestes, que se apaixonaram e se casaram. Acusado de alta traição à pátria, ficou preso entre 1926 e 1928, até Olga e militantes invadirem a prisão para o libertar. Depois de um tempo Olga foi capturada a pedido de Getúlio Vargas e enviada à Alemanha, onde foi executada em um campo de extermínio.[4]

Após a separação do casal, motivada pelo distanciamento causado pelas atividades políticas de Olga Benário, que se tornou rapidamente, apesar da pouca idade, dirigente da Juventude Comunista Internacional (KIM), Otto Braun atuou como importante assessor do Partido Comunista Chinês, usando o codinome de Li De. De atuação destacada, ocupou em um congresso do PC Chinês a cadeira destinada a Josef Stalin, à época o mais importante nome da Internacional Comunista.[5]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. The Long March of the Communist Party of China 1934-35 www.applet-magic.com
  2. Dictionary of Revolutionary Marxism www.massline.org
  3. Veja. Visitado em 24 de Dezembro de 2014.
  4. Terra. Visitado em 24 de Dezembro de 2014.
  5. Olga, por Fernando Morais delubio.com.br