Oulipo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

OuLiPo (Ouvroir de Littérature Potentielle, algo como oficina de literatura potencial) é uma corrente literária formada por escritores e matemáticos que propõe a libertação da literatura, aparentemente de maneira paradoxal, através de constrangimentos literários.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Surgida na França no ano de 1960, seus principais autores são Raymond Queneau, François Le Lionnais, Italo Calvino e Georges Perec, entre outros.

Seus autores procuram propor regras para suas produções literárias tais como escrever um romance inteiro utilizando uma só vogal (Les revenentes, de Georges Perec), utilizando ao máximo a linguagem oral (Zazie no Metrô, de Raymond Queneau), entre outras restrições.

Dois membros do OuLiPo, Marcel Bénabou e Jacques Roubaud, no artigo intitulado Qu´est-ce que l´OuLiPo? (O que é o OuLiPo?), dizem que "é a literatura em quantidade ilimitada, potencialmente produzível até o fim dos tempos, em grande quantidade, infinitas para todos os usos". Sobre o autor que se dedica a essa prática dizem que é "um rato que constrói seu próprio labirinto de onde se propõe a sair".

Movimento semelhante pode ser encontrado na pintura (OuPeinPo).

Membros do OuLiPo[editar | editar código-fonte]

Algumas regras (contraintes)[editar | editar código-fonte]

  • Abecedário – texto onde cada palavra deve ser iniciado por um letra diferente na seqüência do alfabeto; exemplo: A brader: cinq danseuses en froufrou (grassouillettes), huit ingénues (joueuses) kleptomanes le matin, neuf (onze peut-être) quadragénaires rabougries, six travailleuses, une valeureuse walkyrie, x yuppies (zélées).
  • Lipograma – texto onde alguma letra deve ser surpimida; é o caso do livro La disparition, de G. Pérec, onde a letra "e", vogal mais frequente no francês, não aparece.
  • N+7 – cada substantivo do texto deve ser substituído pelo sétimo que aparece após ele no dicionário.
  • Bola de Neve – Poema em que cada verso contem uma só palavra, sendo que, cada verso que segue, deve ter uma letra a mais que o verso anterior.
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.