Our Airline

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Our Airline logo.png
Our Airline
IATA
ON
ICAO
RON
Indicativo de chamada
OUR AIRLINE
Fundada em 14 de Fevereiro de 1970 (Air Nauru);
4 de Setembro de 2006 (Our Airline)
Principais centros
de operações
Aeroporto Internacional de Nauru
Aeroporto Internacional de Brisbane
Outros centros
de operações
Aeroporto Internacional de Honiara
Aeroporto Internacional de Tarawa
Aeroporto Internacional de Melbourne
Aeroporto Internacional de Newcastle
Aeroporto Internacional de Sydney
Aeroporto Internacional da Ilha Norfolk
Aeroporto Internacional de Nadi


Frota Duas aeronaves
Destinos Brisbane, Honiara, Yaren, Tarawa , Nadi, Newcastle, Sydney, Melbourne e Kingston
Nove localidades
Companhia
administradora
Our Airline
Sede Nauru
Pessoas importantes Director executivo: Karam Chand
Presidente: Jim Bradfield
Sítio oficial www.ourairline.com.au

A Our Airline (em português « Nossa Linha Aérea ») é a companhia aérea nacional da menor república do mundo, Nauru. A companhia aérea sucessora da Air Nauru foi criada para fazer um meio de transporte rápido com os demais países vizinhos, já que a economia do país estava a crescer.

Antes, quando a ex Air Nauru possuía uma frota considerável, havia voos para quase todas as ilhas do Pacífico e para algumas cidades asiáticas e australianas.

A Our Airline, em 29 de Abril de 2009, assumiu o único avião Norfolk Air e seus serviços. Em 1º de Outubro de 2009, com o apoio da empresa Air Kiribati, expande seus destinos à Kiribati e Fiji.

Administra serviços regulares internacionais entre as cidades de Brisbane, Newcastle, Sydney, Melbourne (Austrália), Honiara (Is. Salomão), Yaren (Nauru), Tarawa (Kiribati), Nadi (Fiji) e Kingston (Norfolk). A Our Airline opera as linhas entre Brisbane, Honiara, Yaren e Tarawa; pela Norfolk Air opera os voos entre a Ilha Norfolk às demais cidades australianas; e a linha Tarawa e Nadi é operada pela Air Kiribati.

Suas principais bases são o Aeroporto Internacional de Nauru, no Distrito de Yaren, e o Aeroporto Internacional de Brisbane, em Brisbane (Queensland, Austrália).

Cronologia Histórica[editar | editar código-fonte]

  • 1968 – Após a independência da Austrália, da Nova Zelândia e do Reino Unido, Nauru precisava estabelecer um transporte aéreo para transportar pessoas e mercadorias de forma rápida, confortável e segura;
  • 1969 – Os governos de Austrália e Nauru fazem acordo para ter uma rota aérea entre as duas nações;
  • 1970 – No dia 14 de Fevereiro forma-se o grupo d’Air Nauru, um avião Dassault Falcon 20 é fretado aos serviços da recém formada companhia aérea nauruana;
  • 1971 – Os serviços aéreos entre Austrália e Nauru se tornam regulares;
  • 1976 – Até 16 de Junho, a frota já enumerava quatro aviões. Até o final da década de 70, a frota foi reorganizada só com Boeings;
  • 1983 – Obteve a frota máxima, composta por sete Boeings: dois 727-100 e cinco 737-200. A empresa obteve também seus melhores índices económicos, financeiros e de desenvolvimento;
  • 1988 – Três dos Boeings 737-200 com o restante dos 727-100 são fretados à Trans Australia Airlines;
  • 1993 – A República de Nauru enfrenta sérias crises económicas, a Air Nauru substitui seus 737-400 por 737-300, mas logo os vende, porém deixou apenas um para serviços aéreos;
  • 1996 – No mês de Janeiro, seu único avião foi operada pela Corporação Aérea de Nauru e então todos os seus serviços foram administrados com auxílio do Governo Nauruano;
  • 1998 – A Air Nauru ficou sob controle da Autoridade da Aviação Civil da Austrália;
  • 2002 – A companhia aérea Air Nauru obteve uma divida de cerca de € 6,7 milhões, a empresa estava falida;
  • 2005 – Um Boeing 737-400 da Norfolk Jet Express é liquidado à Air Nauru, porém como estava em débito com o Export-Import Bank, perde esta última aeronave disponível;
  • 2006 – Com um acordo económico com Taiwan, em 4 de Setembro, teve investimento para resgatar um Boeing 737-300 e para melhor ainda mais o desempenho do grupo, ressurge a actual Our Airline, tendo apenas uma linha de voo entre Brisbane (Austrália) e Nauru, com uma escala em Honiara (Is. Salomão) e uma extensão à Tarawa (Kiribati);
  • 2007 – Em 26 de Novembro, é criado o website d’Our Airline: ourairline.com.au. Futuros serviços entre Nauru e Fiji são planejados;
  • 2008 – É suspensa a extensão para Tarawa;
  • 2009 – No dia 29 de Abril, assume da Norfolk Air um novo Boeing 737-300 e todos os seus serviços. As operações à Tarawa são retomadas. Em 1º de Outubro, uni-se com a Air Kiribati para ampliar os voos de Nauru à Kiribati e Fiji.

Da Air Nauru à Our Airline[editar | editar código-fonte]

Nasce Air Nauru[editar | editar código-fonte]

Após ter tornado-se independente da Austrália, da Nova Zelândia e do Reino Unido, em 1968, o recém formado país insular, Nauru, estava isolada em termos de transporte para interligação internacional. O primeiro presidente, Hammer DeRoburt, precisava de um meio para transportar pessoas, mercadorias e cargas de forma rápida e segura. Em 1969, o Governo de Nauru faz acordos com o Governo Australiano para haver uma rota aérea entre a pequena república e Brisbane. A rota é então criada com duas escala, uma em Honiara e outra em Noumea. Mas foi em meados de 1969 e 1970, que o Governo Nauruano decide criar então, uma companhia aérea nacional. A Air Nauru foi enfim idealizada.

Fokker F-28 d'Air Nauru, avião que iniciou os serviços regulares entre Nauru e Austrália.

A Air Nauru foi criada e iniciou suas operações em 14 de Fevereiro de 1970 com um serviço experimental entre Nauru e Brisbane, utilizando um Dassault Falcon 20 (registrado como VH-BIZ). Em 1971, serviços regulares foram iniciados com uma aeronave Fokker F-28 (C2-RN1). Posteriormente uma segunda aeronave, C2-RN2, foi colocada também em serviço. Um Boeing 737-200 (C2-RN3) foi acrescentado à frota aérea em 1975 e mais um Boeing 727-100 (C2-RN4) entrou serviço em 16 de Junho de 1976.

Mais tarde, no final da década de 1970, a Air Nauru troca e reorganiza sua frota, um dos seus principais clientes é a Air Niugini, empresa aérea de Papua-Nova Guiné. Em 1983, a frota é numerada com sete Boeings: dois 727-100 (C2-RN4 e C2-RN7) e cinco 737-200 (C2-RN3, C2-RN5, C2-RN6, C2-RN8 e C2-RN9), fora esta a frota máxima. Uma vez que toda a população de Nauru nesta altura era cerca de 8 mil habitantes, a companhia aérea estava na extraordinária posição de ter capacidade de atender um numero de passageiros igual a 10% da população nauruana.

Tempos difíceis[editar | editar código-fonte]

Ao passar dos anos, a Air Nauru teve também uma má reputação por cancelar viagens, atrasá-las ou lotá-las demais.

Com uma frota considerável de aviões, a companhia aérea fez contratos para aluga-los e até vende-los. Cinco anos mais tarde, em 1988, três dos Boeings 737-200 com o restante dos 727-100 são fretados à « Trans Australia Airlines ». Neste momento a companhia aérea foi gravemente afectada por uma disputa industrial com seus pilotos e estava a operar sem horários definidos, esta situação durou vários meses.

Em 1993, todos os 737-200 foram substituídos por Boeings 737-400, mas logo depois foram vendidos, porém, apenas um Boeing, o C2-RN3, ficou a disposição para os serviços aéreos. A Air Nauru, até agora, tem apenas uma operação de voo única com o seu C2-RN3.

Em Julho de 1996, foi operada pela « Corporação Aérea de Nauru (NAC – Nauru Air Corporation) » e então todos os seus serviços foram administrados com auxílio do Governo Nauruano.

Em 1998, a Air Nauru ficou sob o controle regulamentar da « Autoridade da Aviação Civil da Austrália (Civil Aviation Authority of Australia) », e desde então, opera o transporte aéreo entre Brisbane e Nauru. Sua última aeronave (C2-RN3) foi titulada ao « Certificado Australiano do Operador Aéreo (AOC – Australian Air Operator's Certificate) ».

No final da década de 1990, Nauru está a passar por problemas económicos, isto causou a companhia a perda de grandes quantidades de dinheiro e, em algumas ocasiões, tornou-se insolvente. Por causa de preocupações levantadas pelo hub do Aeroporto de Brisbane sobre a navegabilidade de suas operações, fez com que Air Nauru suspendesse suas operações por breves períodos.

A Air Nauru estava a estagnar-se e para não falir faz então acordos com a empresa americana, a « General Electric Capital Corporation », para obter créditos e recursos. Mas o acordo fracassou, e os membros da « General Electric Capital Corporation » voltaram-se contra a companhia, apreendendo grandes partes do capital da Air Nauru.

Desde 2002, a companhia aérea estava em litígio com o « Export-Import Bank (Ex-Im Bank) », com uma dívida estimada em US$ 10 milhões (cerca de € 6,7 milhões).

Último avião da Air Nauru a deslocar-se pelo Aeroporto Internacional de Nauru.

Em 7 de Junho de 2005, três dias depois do fim da Norfolk Jet Express, o secretário administrativo da Ilha Norfolk, Pedro Maywald, liquida o VH-RON (um Boeing 373-400 da Norfolk Jet Express) à Air Nauru.

Em Dezembro de 2005, o Tribunal Superior Australiano confirmou uma decisão anterior de permitir ao Ex-Im Bank quitar a única aeronave, o VH-RON d’Air Nauru, deixando as nações insulares de Kiribati e Nauru sem serviços aéreos. Dois dias depois, em 18 de Dezembro, o avião foi apreendido pelos credores no Aeroporto de Melbourne.

Ressurge a Our Airline[editar | editar código-fonte]

Com o resultado do apoio financeiro de Taiwan, a Air Nauru conseguiu resgatar, em Junho de 2006, um Boeing 737-300. Surge então, no dia 4 de Setembro de 2006, uma nova empresa aérea nauruana, conhecida como Our Airline (em português « Nossa Linha Aérea »), com o slogan: « Let our airline be your airline. » (« Deixe nossa linha aérea ser tua linha aérea »). Retomado voos entre o Aeroporto Internacional de Brisbane (Austrália) e o Aeroporto Internacional de Nauru, entre o trajeto faz uma escala no Aeroporto de Honiara (Ilhas Salomão). Uma vez por semana havia extensão à Tarawa que viera a ser suspensa em 2007.

Em Março de 2007, a Our Airline havia 144 empregados registrados e em 26 de Novembro de 2007, é criado o website oficial d’Our Airline, onde se pode fazer on-line a reserva dos bilhetes aéreos.

Em 29 de Abril de 2009, Jeff Murdoch, director executivo da Norfolk Air, anunciou que a Our Airline assumirá todos os serviços da empresa aérea norfolkina (inclusive o Boeing 737-300) que, até então, eram administrados pela companhia aérea australiana Ozjet Airlines. O presidente da Ozjet Airlines havia tomado a decisão de encerrar os serviços de fretamento. Por este motivo, o Boeing da Norfolk Air também é, tecnicamente, d’Our Airline.

No dia 24 de Setembro de 2009, a companhia aérea nauruana inaugura uma nova linha para Tarawa. Em 1º de Outubro de 2009, com o apoio da empresa Air Kiribati, anuncia novos voos de Nauru para Kiribati e Fiji.

Destinos[editar | editar código-fonte]

Austrália Austrália

RWBA Flughafen(R).svg Brisbane

Ilhas Salomão Ilhas Salomão

RWBA Flughafen(R).svg Honiara

Nauru Nauru

RWBA Flughafen(R).svg Yaren

Kiribati Kiribati

RWBA Flughafen(R).svg Tarawa

Fiji Fiji

RWBA Flughafen(R).svg Nadi

Actualmente o VH-INU faz viagens de ida e volta, efectuadas duas vezes por semana entre os aeroportos de Brisbane (Austrália) e Nauru, tendo uma escala a Honiara (Ilhas Salomão). Nauru está a 2 horas e 45 minutos de Honiara e 5 horas e 45 minutos de Brisbane. Uma vez por semana fazia uma extensão para Tarawa (Kiribati), porém a extensão havia sido suspensa de 2008 até 2009 devido à crise dos combustíveis. No dia 24 de Setembro a Our Airline expande a rota Brisbane-Nauru até Tarawa, que está à 1 hora e 15 minutos do aeroporto de Nauru.

Com o apoio d’Air Kiribati, em Novembro de 2009, começou a operar uma linha de voo entre Tarawa e Nadi.

Norfolk Air[editar | editar código-fonte]

A Our Airline opera também todos os serviços da Norfolk Air.

Austrália Austrália

RWBA Flughafen(R).svg Brisbane

RWBA Flughafen(R).svg Newcastle

RWBA Flughafen(R).svg Sydney

RWBA Flughafen(R).svg Melbourne

Ilha Norfolk Norfolk

RWBA Flughafen(R).svg Kingston

Em 29 de Abril de 2009, ao assumir o VH-NLK da Norfolk Air, a Our Airline também assumiu suas rotas e operações. O Boeing 737-300 (VH-NLK) voa pelas rotas da Ilha Norfolk às cidades australianas de Brisbane, Newcastle, Sydney e Melbourne.

Frota[editar | editar código-fonte]

A companhia aérea nauruana administra dois Boeings 737-300.

Aeronave Registro Poltronas Destinos Notas
VH-INU.JPG
Boeing 737-300
VH-INU 130 Brisbane, Honiara, Nauru, Tarawa e Nadi O serviço de Tarawa à Nadi é operado com apoio da Air Kiribati

Boeing 737-300
VH-NKL 126 Melbourne, Sydney, Newcastle, Brisbane e Ilha Norfolk Boeing da Norfolk Air operado e administrado pela Our Airline

Rotas Aéreas[editar | editar código-fonte]

Rotas operadas pela Our Airline.

As rotas de operação aérea são as seguintes:

  • « Brisbane – Honiara – Nauru – Tarawa »
  • « Tarawa – Nadi »
  • « Brisbane – Norfolk »
  • « Newcastle – Norfolk »
  • « Sydney – Norfolk »
  • « Melbourne – Norfolk »

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app error.svg« Todas as páginas das ligações externas são em língua inglesa! »

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.