Ovário (botânica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Seção longitudinal de uma flor feminina de Curcubita spp. (=ovário+estilete+estigma), óvulos, e pétalas

Em botânica, o ovário é uma parte do gineceu, que contém os óvulos a serem fecundados, constituindo a sua parte inferior. O ovário é formado por uma ou mais folhas modificadas que recebem o nome de carpelos que representam os macrosporófilos, que poderão ser livres ou fundidos.

Dentro do ovário há uma ou mais cavidades denominadas "lóculos" que contêm os óvulos em espera para serem fecundados e assim transformarem-se em sementes; o ovário está destinado a transformar-se em fruto. Os óvulos inserem-se dentro do ovário em uma zona da placenta.

Dentro dos óvulos (que representam aos macrosporângios) desenvolver-se-á o macrósporo (n) do qual por mitoses sucessivas formar-se-á o gametófito feminino (óvulo).

Abaixo do ovário posicionam-se os estiletes e os estigmas.

Esquema das possíveis posições do ovário (I), ovário súpero (II), ovário semi-ínfero (III), ovário ínfero. a: androceu, g: gineceu, p: pétalas, s: sépalas, r: receptáculo.

Uma das terminologias de descrição do ovário refere-se ao ponto de inserção sobre o receptáculo (onde as outras partes florais (perianto e androceu) se unem e se fixam à superfície do ovário, como abaixo:

  • Ovário súpero: o ovário encontra-se sobre o receptáculo e sobre o ponto de inserção das outras partes florais. É um receptáculo cónico ou convexo, onde o ovário será a parte alta da flor. As sépalas, pétalas e os estames inserir-se-ão na base do ovário. Neste caso a flor diz-se hipógina. Os frutos derivados de um ovário súpero podem ser, por exemplo, Hypericum calycinum, drupas
  • Ovário ínfero: encontra-se abaixo dos outros verticilos sobre um receptáculo bem côncavo, onde as sépalas, pétalas, e estames estão inseridos acima do ovário. Uma flor com ovário ínfero diz-se epígena. Os ovários ínferos originam falsos frutos (ex. pomo, Fuchsia) onde o receptáculo é outra parte floral participando na constituição do fruto.
  • Ovario semi-ínfero: localiza-se em posição média mais ou menos circundando o receptáculo.

O receptáculo será plano e, sépalas, pétalas, e estames estão inseridos na base do hipanto. São flores períginas. Em algumas classificações esta tipología não se reconhece, existindo muitas posições intermédias entre súpero e ínfero.

A posição do ovário é determinante no desenvolvimento subsequente do fruto: se o ovário se une com a parede interna do receptáculo, define-se "ínfero"; se não diz-se "súpero". No primeiro caso desenvolver-se-á um falso fruto derivado do crescimento do ovário e do receptáculo; no segundo desenvolve-se um fruto propriamente dito, em sua formação não participa o receptáculo.

Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.