Overdub

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Overdub (ou Superimposition, SI, como também é conhecida) é a técnica de gravação que consiste em adicionar novos sons a uma gravação já anteriormente realizada. Desta maneira, a gravação da voz de um cantor, por exemplo, pode ser multiplicada de forma a parecer a gravação de mais de uma pessoa. O mesmo pode ser feito com qualquer instrumento ou grupo de instrumentos.

Vários produtores musicais se valem desta técnica para duplicação de vozes e instrumentos. Outra grande vantagem da técnica é a de tornar desnecessário que todos os participantes de uma gravação estejam presentes no mesmo instante; a gravação pode ser realizada por etapas: primeiro a base, depois os solos, mais tarde a voz, ou em outra seqüência que se desejar.

Exemplos de utilização do "overdub" podem ser ouvidos nas gravações dos Beatles em sua fase "estúdio", a partir do disco Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band e na canção Achilles Last Stand da banda Led Zeppelin. Outro exemplo bastante conhecido do efeito de "overdub" é a música "Bohemian Rhapsody", do conjunto musical Queen, na qual as vozes dos cantores são várias vezes superpostas para alcançar o efeito de um coro de muitas vozes. O cantor Michael Jackson também utilizou bastante a técnica, ao gravar pessoalmente todos os backing vocals de suas músicas, como em "Off the Wall" e "Billie Jean". O grande ícone do rock progressivo Mike Oldfield também se utiliza bastante desta técnica.

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.