Ovis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaOvis
Ovis canadensis 2.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Subfamília: Caprinae
Género: Ovis
Espécies
ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Ovis

Um carneiro é um indivíduo macho de uma das oito espécies de mamíferos lanosos que compreendem o genus Ovis, os ovinos (a fêmea é a ovelha), parte da subfamília dos capríneos ou Caprinae (antílopes e cabras). As ovelhas são bovídeos (membros da família Bovidae) e ruminantes. O carneiro doméstico é considerado descendente do muflão-asiático selvagem do centro e do sudoeste Ásia. Membros do gênero são extremamente gregários.

Carneiros fêmeas são chamadas ovelhas, e filhotes são chamados de cordeiros.

Os carneiros têm as glândulas odoríferas na cara e nas patas traseiras. A comunicação através das glândulas odoríferas, não é muito compreendida, mas acredita-se que deve ser importante na área sexual. Os machos podem cheirar as fêmeas que estão férteis e prontas para se acasalar, e marcam seus territórios friccionando a glândula sobre às rochas. Têm um estômago tetra-compartimentado, com um papel vital para a digestão, na regurgitação, e na redigestão alimentar. Os carneiros domésticos são importantes pela sua , leite e carne.

A espécie mais populosa é com certeza a ovelha doméstica, as maiores populações são encontradas na China e na Austrália.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Há pelo menos oito espécies de ovinos:

Ovis orientalis aries 'Skudde' (aka).jpg Ovis aries Ovelha doméstica
Ovis canadensis 2.jpg Ovis canadensis Bighorn
2005 04 27 1582 Dall Sheep.jpg Ovis dalli Carneiro-de-dall
Mouflon, Ovis musimon Pengo.jpg Ovis musimon, or
Ovis ammon musimon
Muflão
Ovis nivicola Ovis nivicola
Mufflon-02.jpg Ovis orientalis Muflão-asiático
Ovis vignei Urial
Ovis ammon Argali

Carneiros Selvagens[editar | editar código-fonte]

Os carneiros selvagens são encontrados geralmente em habitats montanhosos. São razoavelmente pequenos comparados a outros ungulados ; na maioria das espécies, os adultos pesam menos de 100 quilogramas (Nowak 1983). Sua dieta consiste principalmente em gramíneas, mas também pode incluir outras plantas e líquens. Como outros bovídeos, seu sistema digestivo permite-os de digerir e viver de plantas de baixa qualidade, ásperas. Os carneiros conservam bem a água e podem viver em ambientes razoavelmente secos. Seus corpos são cobertos por um revestimento de pelos grossos para protegê-los do frio. O revestimento contem pelos longos e duros, e uma lã curta, que cresce no Outono e cai na Primavera (Clutton-Brock 1999).

Os carneiros selvagens são animais sociais e vivem em grupos, chamados rebanhos . Isto ajuda-lhes a evitar predadores e também a permanecer quentes no mau tempo. Os rebanhos de carneiros necessitam deslocar-se para encontrar pastagens novas e um clima mais favorável enquanto as estações mudam. Em cada rebanho há um carneiro, geralmente um macho maduro, que o outros seguem como um líder (Clutton-Brock 1999).

Tanto carneiros quanto as ovelhas possuem chifres, mas os carneiros possuem maiores. Os chifres de um bighorn maduro podem pesar 14 kg (30 lb), tanto quanto o resto de seus ossos juntos. Eles usam seus chifres para lutar um com o outro pela dominância e pelo direito de acasalar-se com as fêmeas. Na maioria de casos não se ferem, porque batem-se somente os chifres e não contra o corpo do outro. São também protegidos por uma pele muito grossa e um crânio com camada dupla (Voelker 1986).

Os carneiros selvagens têm os sentidos da visão e da audição muito apurados. Ao detetar predadores, eles frequentemente fogem, geralmente para uma elevação, entretanto podem também lutar contra o predador. Sabe-se que o carneiro-de-dall consegue lançar lobos dos penhascos (Voelker 1986).

Referências[editar | editar código-fonte]

Carneiro num selo das Ilhas Faroe
  • Este artigo é uma tradução da Wikipédia English
  • Bulanskey, S. 1992. The Covenant of the Wild. New York : William Morrow and Company, Inc. ISBN 0-688-09610-7
  • Clutton-Brook, J. 1999. A Natural History of Domesticated Mammals. Cambridge, UK : Cambridge University Press ISBN 0-521-63495-4
  • Huffman, B. 2006. The Ultimate Ungulate Page Website [1] Retrieved January 13, 2007
  • Miller, S. 1998. "Sheep and Goats". United States Department of Agriculture, Foreign Agricultural Service [2]
  • Nowak, R. M. and J. L. Paradiso. 1983. Walker's Mammals of the World. Baltimore, Maryland: The Johns Hopkins University Press. ISBN 0-8018-2525-3
  • Oklahoma State University (OSU). 2003 Breeds of Livestock: Sheep [3] Retrieved January 13, 2007
  • Parker, D. 2001. The Sheep Book. Athens, Ohio, USA : Ohio University Press ISBN 0-8040-1032-3
  • Voelker, W. 1986. The Natural History of Living Mammals. Medford, New Jersey: Plexus Publishing, Inc. ISBN 0-937548-08-1

Veja também[editar | editar código-fonte]