Oxigênio singlete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Oxigênio Singlete é uma espécie eletronicamente excitada da molécula de oxigênio molecular (O2).

Descrição[editar | editar código-fonte]

A molécula de oxigênio no seu estado fundamental (de mais baixa energia) apresenta dois elétrons desemparelhados nos seus orbitais moleculares de mais alta energia. A molécula de oxigênio singlete, por sua vez, apresenta dois elétrons emparalhados que podem estar num mesmo orbital ou em orbitais diferentes. Trata-se de uma molécula extremamente reativa que pode ser gerada diretamente pela reação de água oxigenada (H2O2) com hipoclorito de sódio (NaOCl) [1] ou indiretamente pela transferência de energia de uma moléculas excitada por luz visível ou ultravioleta. Este último é mais comumente usado devido à simplicidade de controle do processo de geração de oxigênio singlete.

Moléculas como porfirinas, as clorofilas, azul de metileno e muitas outras moléculas orgânicas podem gerar oxigênio singlete por transferência de energia desde que irradiadas com luz no comprimento de onda apropriado. A transferência de energia promove a inversão do spin de um dos elétrons da molécula de oxigênio transformando-a de triplete para singlete.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Estudos feitos desde os anos de 1960 por C. Foote, Ogilby, F. Wilkinson, E. Lissi e muitos outros que detalharam os processos de geração e consumo de oxigênio singlete em solução e em organismos vivos levaram a uma aplicação cada vez mais crescente desta molécula em terapias de tratamento de câncer e afecções da pele e outros tecidos. Este tratamento é chamado de Terapia fotodinâmica. No Brasil e no mundo há vários grupos de pesquisa especializados no assunto.

Referências

  1. C. Schweitzer, R. Schmidt (2003). "Physical Mechanisms of Generation and Deactivation of Singlet Oxygen". Chemical Reviews 71: 1685-1757. doi:10.1021/cr010371

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Holleman-Wiberg: Lehrbuch der Anorganischen Chemie 102. Auflage, de Gruyter, Berlin, 2007. ISBN 978-3-11-017770-1
  • Ralf Steudel: Chemie der Nichtmetalle. de Gruyter, Berlin 1998, ISBN 3-11-012322-3
  • N.N. Greenwood, A. Earnshaw: Chemie der Elemente, VCH Verlagsgesellschaft, 1. Auflage 1988, ISBN 3-527-26169-9
  • Hans Breuer: dtv-Atlas Chemie, Band 1, dtv-Verlag, 9. Auflage 2000 ISBN 3-423-03217-0
  • Harry H. Binder: Lexikon der chemischen Elemente - das Periodensystem in Fakten, Zahlen und Daten. Hirzel, Stuttgart 1999, ISBN 3-7776-0736-3
  • Nick Lane: Oxygen - the molecule that made the world. Oxford Univ. Press, Oxford 2003, ISBN 0-19-860783-0
  • Glenn J.MacPherson: Oxygen in the solar system. Mineralogical Society of America, Chantilly 2008, ISBN 978-0-939950-80-5

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.