Oyá Igbalé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Assentos de Oya ygbale no Candomblé.

Oyá Igbalé, Oya Ygbale, Iansã do Balé[1] [2] , são títulos pertinente a Oya Mensan Orum, "Mãe dos nove céus" ou dos nove Planetas. sua saudação é Iyá Mesan Orun e Èpa heyi!. É a orixá ligada ao rio Níger, dos ventos e das tempestades. Identificada no jogo do merindilogun pelos odu odi, ossá e owarin e representado materialmente e imaterial pelo candomblé, através do assentamento sagrado denominado Igba oya.

Oyá Igbalé é a denominação usada pelo candomblé e povo do santo por sua ligação e domínio do cemitério ("igbale" ou "balé"), depois que Omolu ofertou-lhe parte de seu poder para conduzir os ancestrais egungun. Vestindo-se de branco com o seu irukerê é encarregada de separar os vivos dos mortos e adorada por todos, venerada no ritual de (iku) Axexê.

Qualidades de Oya Ygbale[editar | editar código-fonte]

  • 1 Oyá Gbalé Egunitá
  • 2 Oyà Gbale Funán
  • 3 Oyà Gbale Fure
  • 4 Oyà Gbale Guere
  • 5 Oyà Gbale Toningbe
  • 6 Oyà Gbale Fakarebo
  • 7 Oyà Gbale De
  • 8 Oyà Gbale Min
  • 9 Oyà Gbale Lario
  • 10 Oyà Gbale Adagangbará

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.