Pérolas de Epstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem de um bebê com cinco semanas. Em destaque, palato com presença de pérola de Epstein.

Pérolas de Epstein são cistos de consistência rígida amarelo-esbranquiçados presentes, geralmente, na mucosa do palato de recém-nascidos. Costumam ser confundidas com sapinho ou com dentes quando presentes em gengivas. Na maior parte dos casos, as pérolas de Epstein desaparecem espontaneamente após uma a duas semanas de vida.[1] Elas não provocam dor e não são sinal de doença. [2]

Referências

  1. MedlinePlus. Epstein pearls. 15 de maio de 2012. Acessado em 27 de julho de 2013.
  2. Revista Crescer. Pérolas de Epstein na boca dos bebês. Acessado em 27 de julho de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.