Pós-desenvolvimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Pós-desenvolvimento é uma teoria que se define pela ruptura com o conceito de desenvolvimento - paradigma da economia capitalista globalizada - e com todo o imaginário a ele associado.

Seu principal mentor é Serge Latouche, que se baseia nas idéias de François Partant e de Nicholas Georgescu-Roegen

Segundo Latouche, a globalização, entendida como fase mais avançada do capitalismo, não só corresponde ao aprofundamento das desigualdades entre os mais ricos e os mais pobres, mas também à emergência da crise mundial do meio ambiente, deflagrada pela constatação das alterações climáticas e do aquecimento global.

O conceito de desenvolvimento, já questionado nos anos 1970, quando deu lugar à idéia de ecodesenvolvimento e posteriormente de desenvolvimento sustentável, passa a ser objeto de uma crítica ainda mais radical por parte dos objetores do crescimento, que consideram falaciosa a idéia de que o desenvolvimento econômico possa ser sustentável ou de alguma forma compatível com a preservação do meio ambiente.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.