P. D. Ouspensky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde março de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Piotr Demianovitch Ouspensky, em russo: Пётр Демьянович Успенский, (Moscou, 5 de março de 1878Londres, 2 de outubro de 1947) foi um filósofo e psicólogo russo. Seus trabalhos se concentraram na discussão da existência de dimensões mais elevadas que a terceira, a partir de análises tanto do ponto de vista geométrico quanto psicológico. Durante seus anos em Moscou, Ouspenski escreveu vários jornais e se interessou pela idéia da quarta dimensão, então em voga. Ele é mais conhecido, entretanto, pelas exposições dos trabalhos iniciais do místico russo George Ivanovich Gurdjieff.

Seu primeiro livro, A Quarta Dimensão, foi publicado em 1909. Além destes, Ouspensky também publicou os livros Tertium Organum (1912) e Um Novo Modelo de Universo (1914). Este último trabalho focou a idéia do esoterismo; a idéia de que o conhecimento dos ancestrais não estão somente preservados, mas também são palpáveis para os iniciados. Outra de suas obras foi a novela O Estranho Conto de Ivan Osokin, que explorou o conceito do retorno eterno. Suas viagens pela europa e Ásia procurando centros de conhecimento esotérico foram infrutíferas. Em sua volta à Rússia, Ouspensky foi apresentado a Gurdjieff, e passou os anos seguintes estudando com ele.

Após a Revolução Bolchevique, Ouspensky viajou a Londres, passando por Istambul. Durante essa época, depois que Gurdjieff fundasse na França o Instituto para o Desenvolvimento Harmonioso do Homem, Ouspenski chegou à conclusão que não estava mais apto a entender seu professor antigo, e decidiu romper com ele. Não obstante, Ouspenski escreveu sobre as idéias de Gurdieff em um livro original, cujo título foi Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido, publicado postumamente, em 1947, sob o título de Na Busca pelo Milagre. Esse livro geralmente é considerado a exposição mais clara dos ensinos de Gurdjieff.

Pouco depois de sua morte em 1947, foi também publicado o livro A Psicologia da Possível Evolução do Homem. Os textos originais de Ouspenski são mantidos nos arquivos da Biblioteca da Universidade Yale.