PGM-19 Jupiter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde dezembro de 2012). Ajude e colabore com a tradução.
Um míssil PGM-19A Jupiter logo após o lançamento.

O PGM-19 Jupiter, foi o primeiro míssil balístico de médio alcance (MRBM) da Força Aérea dos Estados Unidos. Era um foguete a combustível líquido usando RP-1 como combustível e LOX como oxidante, e um único motor LR70-NA (modelo S-3D) da Rocketdyne, produzindo 667 kN de empuxo. A principal empresa contratante desse míssil, foi a Chrysler Corporation.

O desenvolvimento do PGM-19 Jupiter começou em 1954, como um sucessor de maior alcance (1.600 km) do PGM-11 Redstone. Quando o desenvolvimento do míssil intercontinental, PGM-17 Thor foi autorizado em 1955, o Exército foi orientado a desenvolver o Jupiter em colaboração com a Marinha, o que justifica o seu formato "atarracado" e sem aletas, pois deveria ser possível lançá-lo de um navio ou submarino. No entanto, logo ficou claro que a opção de combustível líquido não era adequada as necessidades operacionais da marinha. Em novembro de 1956, o controle do projeto passou para a Força Aérea, apesar de continuar sendo desenvolvido pelo pessoal do Exército. Em outubro de 1957 ocorreu o primeiro lançamento bem sucedido do Jupiter.[1]

Esses mísseis, armados com ogivas nucleares, foram estacionados na Itália (30 mísseis) e Turquia (15 mísseis) em 1959, como parte do plano de dissuasão da OTAN contra a União Soviética. Todos eles foram removidos mais tarde como parte de um acordo com a União Soviética devido a Crise dos mísseis de Cuba.[1]

O Jupiter não teve vida útil muito longa como míssil. Foi retirado da Europa em Julho de 1963 e saiu de serviço naquele mesmo ano. Diferente de vários outros mísseis fora de serviço, o Jupiter teve participação muito limitada no programa espacial. Serviu como primeiro estágio do foguete Juno II da NASA, mas com sucesso apenas moderado.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

Um míssil PGM-19A Jupiter no seu silo.

Essas são as características gerais desse míssil:[2]

  • Altura: 18,4 m
  • Diâmetro: 2,67 cm
  • Massa total: 54.400 kg
  • Carga útil: 1.000 kg (Ogiva nuclear W-49 de 1,45 MT)
  • Empuxo inicial: 734 kN
  • Apogeu: 500 km
  • Alcance: 2.980 km
  • Precisão: 300 m
  • Combustível: Querosene / Oxigênio Líquido
  • Estreia: 01 de março de 1957
  • Ultimo: 23 de janeiro de 1963
  • Fim de produção: 1960
  • Saída de serviço: 1963

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre PGM-19 Jupiter


Referências

  1. a b c Chrysler SM-78/PGM-19 Jupiter Designation-Systems.Net (2008). Visitado em 4/12/2012.
  2. Jupiter Encyclopedia Astronautica. Visitado em 5/12/2012.