Padrasto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um padrasto é um homem casado com uma mulher já com filhos, em relação aos filhos desta. Diz-se que quando uma mulher se divorcia do pai de seus filhos ou se torna viúva, o homem com quem ela se casa passa a ser o padrasto de seus filhos. Os filhos, neste caso, são, em relação ao padrasto, denominados enteados.

Em geral, a condição de "pai substituto" é considerada frágil, já que características importantes como a autoridade paterna surgem como uma atribuição delegada pela mãe — ou seja, são temporárias e só existem enquanto durar o relacionamento do casal, ao contrário do que em regra acontece com o pai biológico1 . Sendo assim, é comum que enteados questionem ou até mesmo confrontem seus padrastos, apesar de reconhecerem a sua importância para a mãe2 3 .

Referências

  1. FERREIRA, Susana. Já dizia o ditado: "Deus é pai, não é padrasto" A Parentalidade em Contexto de Recomposição Familiar: O Caso do Padrasto. Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, 2011. Pág. 277
  2. WATARAI, Felipe. Filhos, pais, padrastos: relações domésticas em famílias recompostas das camadas populares. Tese apresentada à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP, 2009. Pág. 109
  3. SOARES, Laura Cristina Eiras Coelho. "Você não é meu pai!" - Atribuições de padrastos e madrastas em famílias recasadas após separação conjugal. Uerj, 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.