Paint It, Black

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
"Paint It, Black"
File: Paintitblack.jpg
Single de The Rolling Stones
Lado B "Stupid Girl" (EUA)

"Long Long While" (UK)

Lançamento 7 de maio de 1966 (EUA)

13 de maio de 1966 (UK)

Gravação 6 de Maio de 1966 - 9 de maio de 1966, RCA Studios, Hollywood
Gênero(s) Rock psicodélico, raga rock
Duração 3:45 (versão mono single)

3:22 (versão álbum stereo)

Gravadora(s) London Records 45-LON 9766 (E.U.A.)

Decca Records F12220 (Reino Unido)

Composição Mick Jagger e Keith Richards
Produção Andrew Loog Oldham

"Paint It, Black" é uma das mais famosas músicas da banda inglesa The Rolling Stones, tendo sido lançada na forma de single (compact disc) e na versão estadunidense do álbum Aftermath (long play), e foi justamente como primeiro single deste LP do grupo que ela foi lançada oficialmente, em 13 de maio de 1966.

Foi regravada por outros músicos, em várias versões, mas a mais famosa ainda é a original.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Os créditos da composição são da dupla Mick Jagger e Keith Richards, e de Brian Jones pela criação do famoso riff de guitarra na abertura.

Em suas auto-biografias, Bill Wyman diz que a composição foi um esforço de toda a banda, credidata erroneamente a Jagger e Richards pela gravadora. O caso é que Aftermath foi o primeiro álbum dos "Stones" em que todas as músicas foram creditadas à dupla Jagger / Richards.

Músicos[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Paint It, Black originalmente não possuia a vírgula (sendo Paint It Black), e essa teria sido acrescentada por um erro na impressão das capas dos discos. Os "Stones" gostaram da mudança e resolveram mante-lá.

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

Paint It, Black é o tema da abertura do seriado de televisão Tour Of Duty (no Brasil, Combate no Vietnã), de 1987[1] , e a perfeita sincronia entre imagens e a música, tal qual um videoclipe, é creditada por grande parte do sucesso de ambos.

O álbum Aftermath deveria ter sido trilha sonora do filme Back, Behind And In Front (e toda a produção se basearia na sonoridade do álbum), tendo Paint It, Black como canção-tema. Back, Behind And In Front não foi filmado, e segundo Wyman a razão teria sido que Jagger antipatizou com o pretenso diretor, Nicholas Ray.

Um episódio de 1963 da série televisiva The Twilight Zone chamado I Am The Night, Color Me Shit foi inspirado na letra da música, estando sua versão instrumental presente na trilha sonora. A história trata do enforcamento de um assassino chamado Jagger, em clara homenagem ao "líder" da banda.

A música é destaque no jogo de videogame Guitar Hero III: Legends of Rock.

A música é tocada nos créditos finais do filme Full Metal Jacket, de Stanley Kubrick. Foi tocada também nos créditos finais do filme The Devil's Advocate, com Keanu Reeves e Al Pacino.

Referências

  1. Combate no Vietnã/Tour of Duty veja.abril.com.br. Página visitada em 30 de junho de 2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.