Paio Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Paio Rodrigues (em espanhol: Pelayo Rodríguez; m.1007)[1] foi um rico-homem e conde do Reino de Leão. Em 992, com outros magnatas se rebelou contra o rei Bermudo II, mas depois foi perdoado e voltou a favor real.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua filiação não é confirmada em nenhum documento. Alguns historiadores opinan que foi membro da familia fundadora do Mosteiro de Lourenzá em Galiza, filho de Rodrigo Guterres e neto do conde Guterre Ozores e de Aldonça Mendes.[1] Embora, outros consideran esta filiação improvável devido a que nenhum de seus descendentes se chamo Guterre, que teria sido costume naquela época e pensam que poderia ser o filho de um Rodrigo Fernandes e irmão do conde Munio Rodrigues.[a] Aparece com certeza pela primeira vez o 8 de julho de 985[1] em uma doação ao Mosteiro de San Bento de Sahagún. Após figura freqüentemente na cúria régia até o 1 de febreiro de 1007,[1] data de sua última aparicão, provavelmente morrendo pouco depois.

Matrimónio e descendência[editar | editar código-fonte]

Sua esposa foi Gotina Fernandes de Cea (m. depois de 1028), filha do conde Fernando Bermudes e a condessa Elvira Díaz e, por conseguinte, irmã de Jimena Fernandes, rainha de Pamplona e a mai do rei Sancho Garcês III.[3] Os filhos deste casamento foram:

  • Fronilde Pais, casada com Ordonho Bermudes, filho bastardo do rei Bermudo II. Deste matrimónio descendem os Ordonhes galegos.[3] [6]
  • Marina Pais.[9]

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ O historiador Rubén García Álvarez em "La Infanta Fronilde, peregrina a Compostela", diz que Paio Rodrigues pode ser o filho de Rodrigo Guterres, embora a professora Julia Montenegro Valentín, em "La estirpe del conde Fernando Muñoz" em Homenaje al profesor Montenegro. Estudios de Historia antigua (1999) opina que não é provavel. Cfr. Torres Sevilla (1999), p. 69.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Salazar y Acha, Jaime de. (1989). "El conde Fernando Peláez, un rebelde leonés del siglo XI" (em espanhol). Anuario de Estudios Medievales (AEM) (19): 87-98. ISSN 0066-5061.
  • Torres Sevilla-Quiñones de León, Margarita. (2000-2002). "El Linaje del Cid" (em espanhol). Historia Medieval: Anales de la Universidad de Alicante, Departamento de Historia Medieval (13). ISSN 0212-2480.
  • Torres Sevilla-Quiñones de León, Margarita Cecilia. Linajes nobiliarios de León y Castilla: Siglos IX-XIII (em espanhol). Salamanca: Junta de Castilla y León, Consejería de educación y cultura, 1999. ISBN 84-7846-781-5