Palácio Branicki (Białystok)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista frontal do Palácio Branicki em Białystok.

Palácio Branicki (polonês: Pałac Branickich) em Białystok, no nordeste da Polônia, o "Versailles da Podláquia," foi mandado construir pelo Conde Jan Klemens Branicki, Grão-Hetman e protetor das artes e das ciências, que transformou um edifício já existente na magnífica residência de um grande nobre polonês, rivalizando em beleza com o Palácio Wilanów em Varsóvia. Sua construção teve início em 1726 e está localizado na parte central da cidade de Bialystok, que no século XVIII não era um local populoso e se caracterizava por ter um mercado na forma triangular.

O brasão de armas dos Branickich. Mais ao alto, a escultura Grupo de Atlas.

Com a primeira partição da Polônia ele passou para o Reino da Prússia e, depois de 1807, para o Império Russo. O Palácio Branicki foi destruído pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Após a guerra os poloneses o reconstruíram por uma questão de orgulho nacional. Atualmente, a Universidade de Medicina de Bialystok funciona no Palácio.

Uma longa avenida centrada no palácio cruza o rio Biebrza em uma ponte de três arcos. O bloco central tem dois andares com um frontão triangular trazendo o brasão de armas dos Branicki e o grupo escultural heróico de Atlas coroando tudo.

Cercando o Palácio estão os jardins. À frente do jardim tem um terraço elevado por colunas, de onde pode-se visualizar todo o trabalho de jardinagem no estilo francês com uma alameda central e esfinges francesas e um "jardim inglês" posterior no estilo naturalista associado com o parque inglês.

Outras construções laterais incluem o Arsenal (1755), o pomar e os pavilhões italiano e toscano.

A residência de verão dos Branicki ficava em Choroszcz.

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Palácio Branicki (Białystok)