Palácio de Sorgenfri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Palácio de Sorgenfri e seus jardins.
Palácio de Sorgenfri
Anexo Damebygningen

O Palácio de Sorgenfri é uma das residências reais do monarca dinamarquês localizada em Lyngby-Tårbæk, nas proximidades de Copenhague. Sorgenfri a residência de verão preferida do Rei Cristiano X e da Rainha Alexandrina.

História[editar | editar código-fonte]

Originalmente erguido para a família do Conde Carl Ahlefeldt em 1705. Sorgenfri foi adquirido pela família real em 1730. O então Príncipe Frederico encomendou ao arquiteto real, Lauritz de Thurah, a expansão do imóvel.

Após sua ascensão ao trono, Frederico doou a residência a sua tia Sofia Carolina, princesa da Frísia. A princesa ordenou a demolição da residência para a construção de um palácio maior.

Entre 1791 e 1794, o príncipe Frederico, irmão de Cristiana VII, encomendou a atual fachada neoclássica e a cúpula do palácio.

Atualmente o palácio é fechado ao público, sendo aberto somente a Família Real danesa, mas os jardins são acessíveis a visitantes. Os atuais inquilinos do palácio são os Condes de Rosenborg.

Ícone de esboço Este artigo sobre um palácio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Palácios e residências reais da Dinamarca Royal Standard of Denmark.svg
Ocupados: Palácio de Amalienborg · Palácio de Fredensborg · Palácio de Sorgenfri · Palácio de Gravenstein · Palácio Eremitage · Palácio de Marselisborg · Chateau de Cayx · Castelo de Schackenborg ·
Históricos: Castelo de Copenhaga · Castelo de Jægerspris · Castelo de Kronborg · Charlottenlund · Palácio de Frederiksborg · Castelo Rosenborg · Klitgården · Koldinghus · Palácio de Christiansborg · Palácio de Frederiksberg · Palácio de Bernstorff · Castelo de Gottorp ·