Palácio de Spynie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Palácio de Spynie, Escócia

O Palácio de Spynie ou Castelo de Spynie (em inglês: Spynie Palace) é um palácio atualmente me ruínas[1] localizado em Spynie, Moray, Escócia.

História[editar | editar código-fonte]

Foi a residência oficial dos bispos de Moray, mencionada pela primeira vez no final do século XIII,[1] tendo acabado com a abolição do episcopado no final do século XVII,[1] mas atualmente nas ruínas existentes não se encontram vestígios tão antigos. O nome 'Pálacio de Spynie' foi adotado em 1472, embora as duas denominações ainda sejam usadas.[1]

A capela e torre adjacente, são as estruturas mais antigas, datadas do final do século XIV, sendo designada Torre de David, construída em cerca de 1461-76 pelo bispo David Stewart, foi completada em 1482 e alterada em cerca de 1535-73, tendo caído em decadência em 1690.[1]

Torre de David.

Originalmente a estrutura media 18 metros de comprimento por 13 metros de largura por 22 metros de altura, sendo rodeada por um muro com 1,5 metros de largura.[1]

Escavações[editar | editar código-fonte]

Foram realizadas diversas escavações, entre os anos de 1986 a 1989, sendo que na última etapa da tarefa, foi encontrado cerâmicas (três vasos) do século XII.[1] Na década de 90, foram realizadas pequenas escavações onde encontraram alguns ossos de animais e mais algumas peças de cerâmica, datadas provavelmente do século XV ou XVI.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h Palace of Spynie (NR) (em inglês) Royal Commission on the Ancient and Historical Monuments of Scotland. Visitado em 20 de abril de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre um castelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.