Palmach

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Palmach foi fundado em 1941, com o objectivo de defender a Terra de Israel de qualquer ataque vindo das Forças do Eixo. Yitzhak Sadeh foi nomeado seu primeiro comandante[1] . Eram as forças regulares de combate da Haganá, o exército não oficial da Yishuv (comunidade judaica), durante o Mandato Britânico da Palestina. Foi constituída em 15 de maio de 1941 e pela guerra de 1948 já contava com três brigadas e auxiliares combates aéreos, navais e serviços de informação. Em novembro de 1947, o Palmach chegou a ter 5000 membros e foi de importância fundamental para o estabelecimento do Estado de Israel. Unidades de comando do Palmach integraram a Haganá e acabaram por se tornar o núcleo das Forças Armadas de Israel a partir de 1948. É conhecida também por ter conduzido o massacre de Ein al-Zeitun.[2] [3]

Referências

  1. Yigal Allon, Shield of David, ISBN 297 00133 7, 1970. p. 117
  2. Morris, página 103. Também Morris, página 122: No dia 5 de Maio, sapadores do Palmach destruiram 50 casas em al-Zanghariyya e outras aldeias na área.
  3. Khalidi, page 436. O censo de 1933 conta 127 casas em 'Ayn al-Zaytun.