Pangermanismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O pangermanismo (em alemão Pangermanismus ou Alldeutsche Bewegung) foi um movimento político do século XIX que defendia a união dos povos germânicos da Europa central.

Essa ideologia ganhou grande força com o sentimento nacionalista alemão, e logo depois com a unificação da Alemanha no Império Alemão liderado pelo Reino da Prússia.

No Império Austro-Húngaro e no Reino da Prússia o sentimento pangermânico se expandiu para os alemães do leste europeu afetando minorias alemãs, em grande parte judeus alemães. Os germânicos sofriam discriminações nos países vizinhos como nas regiões tcheco-eslovacas (Boêmia, Morávia, Eslováquia, Baixa Silésia, Transilvânia), Rússia, Polônia Central e Oriental, Países Bálticos (Lituânia, Letônia e Estônia), Itália (Tirol Meridional).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre história da Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.