Panhard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Veículo Panhard-Levassor idêntico ao adquirido pelo Conde de Avilez em 1895

A Panhard é actualmente uma marca da Auverland desde 2005, quando foi comprada à PSA Peugeot Citroën, depois de ter pertencido à Citroën, que opera no mercado das viaturas militares.

Contudo a história da Panhard começa em 1891 com a produção dos automóveis Panhard & Levassor (fruto da colaboração entre René Panhard e Émile Levassor), que cessará em 1967, com a aquisição pela Citroën.

Após esta data, e até à actualidade, a Panhard produz somente veículos militares.

O primeiro automóvel a circular em Portugal foi um Panhard-Levassor importado de Paris pelo 4º Conde de Avilez, em 1895, tendo ficado célebre a primeira viagem deste veículo, desde a alfândega de Lisboa até Santiago do Cacém, localidade onde residia aquele titular, na companhia do seu amigo e conterrâneo José Benedito Hidalgo de Vilhena e dum mecânico.

Veículos utilizados pelo Exército Português[editar | editar código-fonte]

Quando da eclosão da Revolução dos Cravos (25 de abril de 1974), diversas unidades Panhard EBR assumiram posições em locais estratégicos da cidade de Lisboa,1 enquanto que unidades Panhard AML tomaram posição na rua do Arsenal.2

Notas

  1. Luís Almeida d'Eça. "E depois do adeus". Agenda Cultural Lisboa, abril 2011, nº 245. Câmara Municipal de Lisboa. p. 6-7.
  2. Op. cit., p. 8.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.