Panhard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde maio de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Veículo Panhard-Levassor idêntico ao adquirido pelo Conde de Avilez em 1895

A Panhard é actualmente uma marca da Auverland desde 2005, quando foi comprada à PSA Peugeot Citroën, depois de ter pertencido à Citroën, que opera no mercado das viaturas militares.

Contudo a história da Panhard começa em 1891 com a produção dos automóveis Panhard & Levassor (fruto da colaboração entre René Panhard e Émile Levassor), que cessará em 1967, com a aquisição pela Citroën.

Após esta data, e até à actualidade, a Panhard produz somente veículos militares.

O primeiro automóvel a circular em Portugal foi um Panhard-Levassor importado de Paris pelo 4º Conde de Avilez, em 1895, tendo ficado célebre a primeira viagem deste veículo, desde a alfândega de Lisboa até Santiago do Cacém, localidade onde residia aquele titular, na companhia do seu amigo e conterrâneo José Benedito Hidalgo de Vilhena e dum mecânico.

Veículos utilizados pelo Exército Português[editar | editar código-fonte]

Quando da eclosão da Revolução dos Cravos (25 de abril de 1974), diversas unidades Panhard EBR assumiram posições em locais estratégicos da cidade de Lisboa,[1] enquanto que unidades Panhard AML tomaram posição na rua do Arsenal.[2]

Notas

  1. Luís Almeida d'Eça. "E depois do adeus". Agenda Cultural Lisboa, abril 2011, nº 245. Câmara Municipal de Lisboa. p. 6-7.
  2. Op. cit., p. 8.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.