Papa Júlio III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Júlio III
221º papa
Brasão pontifical de Júlio III
Nome de nascimento Giovanni Maria Ciocchi del Monte
Nascimento Roma
10 de Setembro de 1487
Eleição 7 de fevereiro de 1550
Fim do pontificado 23 de Março de 1555 (67 anos)
Antecessor Paulo III
Sucessor Marcelo II
Listas dos papas: cronológica · alfabética

O Papa Júlio III, nascido Gian Maria del Monte ou Giovanni Maria Giocci (Roma, 10 de setembro de 1487Roma, 23 de março de 1555), teve o seu pontificado de 7 de fevereiro de 1550 até à data da sua morte. É o último dos papas da Alta Renascença.

Sucedeu ao seu tio como arcebispo de Siponto (Manfredonia) na Apúlia, em 1512, e também da diocese de Pavia em 1520.

Em 1536 foi nomeado cardeal-bispo de Palestrina pelo Papa Paulo III, a quem serviu em importantes legações; foi o primeiro a presidir ao Concílio de Trento [1] , abrindo a primeira sessão em Trento, em 13 de Dezembro de 1545, com uma breve oração. Durante o concílio, foi o líder do partido papal contra o imperador Carlos V, com quem entrou em conflito por variadas vezes, especialmente quando, em 26 de março de 1547, transferiu o Concílio para Bolonha. Morreu de gota, em 23 de março de 1555.

Foi este Papa quem transferiu para o Mestrado da Ordem de Cristo, portuguesa, a arrecadação dos dízimos eclesiásticos, isto é, papais, no Brasil, em 1551.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Papa Júlio III. Ufcq.edu.br.


Precedido por
Paulo III
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

221.º
Sucedido por
Marcelo II


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.