Par de bases

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em genética e biologia molecular um par de bases consiste em dois nucleotídeos opostos e complementares nas cadeias de ADN e ARN que estão conectadas por ligações de hidrogênio (frequentemente chamadas pb ou do inglês base pair, bp).

Na canônica paridade de bases Watson-Crick, adenina (A) forma um par de base com timina (T), como a guanina (G) faz par com a citosina (C) no DNA. No ARN, a timina é substituída pelo uracilo (U), conectando-se este com a adenosina. A paridade de base não nos moldes Watson-Crick com alternados padrões de ligações de hidrogênio também ocorre, especialmente no RNA; tais padrões comuns são os pares de bases Hoogsteen.

Paridade é também o mecanismo pelo qual códons sobre moléculas de RNA mensageiro são reconhecidas por anticódons sobre RNA transferência durante a translação de proteína. Algumas enzimas de ligação DNA ou RNA podem reconhecer padrões de paridade de bases específicas que identificam regiões de genes de regulação particular.

O tamanho de um gene individual ou um genoma inteiro de um organismo é frequentemente medido nos pares de bases poru o DNA é normalmente de cadeia dupla. Desde que, o número total de pares de bases é igual ao número de nucleotídeos numa das cadeias (com a exceção de regiões de cadeia única não codificada de telômeros). O genoma humano haplóide (23 cromossomas) é estimado como tendo aproximadamente o comprimento de 3 bilhões de pares de bases e contendo de 20 a 25 mil genes distintos.[1]

Uma quilobase (em algumas obras kilobase) é uma unidade de medida em biologia molecular significando 1000 pares de bases de DNA ou RNA.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

As seguintes sequências de DNA ilustram padrões de cadeias duplas de pares. Por convenção, a cadeia de cima é escrita da extremidade 5' à extremidade 3'; então a cadeia de baixo é escrita da 3' a 5'.

Um sequência de DNA de bases em paridade:
ATCGAT
TAGCTA
A correspondente sequência de RNA de bases em paridade, na qual uracila é substituída por timina:
ATCGAT
UAGCUA

Medidas de comprimento[editar | editar código-fonte]

As seguintes abreviações são comumente usadas para descrever o comprimento das moléculas de DNA/RNA:

  • bp = par de bases (da inglês base pair)—um bp corresponde a aproximadamente 3.4 Å ode comprimento ao longo da cadeia
  • kb (= kbp) = kilo (quilo) pares de bases = 1.000 bp
  • Mb = mega pares de bases = 1.000.000 bp
  • Gb = giga pares de bases = 1.000.000.000 bp

No caso de cadeias isoladas de DNA/RNA nós falamos sobre nucleotídeos, abreviados nt (ou knt, Mnt, Gnt), proporcionais aos pares de bases, como eles não estão em pares.

Para distinção entre unidade de armazenamento de dados em computação e bases kbp, Mbp, Gbp, etc, devem ser usados para desambiguação.

O Centimorgan é frequentemente usado por implicar comprimento ao longo de um cromossomo, mas o número de pares de bases ao qual corresponde varia grandemente. No genoma humano é equivalente a aproximadamente 1 milhão de pares de bases.[2] [3]

Referências

  1. International Human Genome Sequencing Consortium (2004). "Finishing the euchromatic sequence of the human genome.". Nature 431 (7011): 931-45. PMID 15496913
  2. The Genetic and Rare Diseases Information Center - Office of Rare Diseases redirect
  3. Matthew P Scott, Paul Matsudaira, Harvey Lodish, James Darnell, Lawrence Zipursky, Chris A Kaiser, Arnold Berk, Monty Krieger (2004). Molecular Cell Biology, Fifth Edition. San Francisco: W. H. Freeman, 396. ISBN 0-7167-4366-3. ""…in humans 1 centimorgan on average represents a distance of about 7.5x10E5 base pairs""
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.