Para-brisa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Um para-brisa panorâmico, modelo Edsel Corsair de 1959.
Um para-brisa estilhaçado.

O para-brisa é uma parte do automóvel que o protege contra a chuva, insetos, e contra a força do vento, como diz o próprio nome .

O para-brisas é composto por duas lâminas de vidro que são unidas por uma camada de PVB (polivinilbutino) que "gruda" uma lâmina à outra, e em caso de quebra, não permite o estilhaçamento dos vidros.

Antes de 1940 os para-brisas usados nos veículos automóveis caíam para a frente no momento de um impacto: eram utilizados os de vidro temperado, que no momento do impacto eram de alta periculosidade para condutor e passageiros já que emitiam partículas de vidro como que em explosão. O avanço técnico levou ao moderno para-brisa de vidro laminado, dando maior garantia de segurança, pois no momento do impacto o vidro estala sem deixar desprender partículas perigosas para os ocupantes do veículo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.