Paragominas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Paragominas
"Municipio verde"
Bandeira de Paragominas
Brasão de Paragominas
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 23 de janeiro
Fundação 1965
Gentílico paragominense
Lema Trabalho perseverante, progresso com honra
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Nazaré
Prefeito(a) Paulo Pombo Tocantins (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Paragominas
Localização de Paragominas no Pará
Paragominas está localizado em: Brasil
Paragominas
Localização de Paragominas no Brasil
02° 59' 42" S 47° 21' 10" O02° 59' 42" S 47° 21' 10" O
Unidade federativa Pará Pará
Mesorregião Sudeste Paraense IBGE/2008[1]
Microrregião Paragominas IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Ipixuna do Pará e Ulianópolis
Distância até a capital 300 km
Características geográficas
Área 19 309,90 km² [2]
População 103 775 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 5,37 hab./km²
Altitude 90 m
Clima Equatorial Af
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,645 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 851 943,279 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 922,83 IBGE/2008[5]
Página oficial

Paragominas é um município brasileiro do estado do Pará.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização do município de Paragominas foi efetivada com camponeses pioneiros, que chegaram à região, antes da construção da rodovia Belém-Brasília, no final da década de 50, seguidos pelas primeiras companhias colonizadoras: Colonizadora Belém-Brasília, Colonizadora Marajoara e Cidade Marajoara, que não obtiveram êxito.

Mais tarde, o governo federal divulgou a instalação de uma colônia federal na região, que nunca chegou a se estabelecer, bem como os planos estaduais para a formação de duas colônias naquele território.

Registra-se, também, que antes mesmo da chegada dos camponeses, com autorização do Governo do Estado, empresários de Goiás haviam penetrado na floresta, ao longo do rio capim, com o objetivo de efetuar levantamentos e titular terras para compradores de Uberaba, em Minas Gerais, e Itumbiara, em Goiás.

Posteriormente, a proximidade da estrada Belém-Brasília provocou uma grande procura pela terra entre proprietários de Minas Gerais e Espírito Santo, além de companhias de especulação de terras de São Paulo, ao mesmo tempo em que camponeses penetravam em terras da região, com o objetivo de enfrentar a competição com os “grileiros”, que emitiam títulos falsos e os asseguravam, através do uso da força.

Houve uma rápida concentração de propriedade, nesse clima de violência, e as tentativas de colonização fracassaram.

O município obteve autonomia em 1965, durante o Governo de Jarbas Gonçalves Passarinho, com a Lei nº 3.235, de 4 de janeiro, formado com área desmembrada de parte do distrito de São Domingos do Capim e parte do distrito de Camiranga, que pertencia ao Município de Viseu.

Paragominas, em 10 de maio de 1988, através da Lei nº 5.450, no Governo Hélio Mota Gueiros, teve sua área desmembrada para criação do Município de Dom Eliseu, antigo povoado chamado Felinto Muller, que foi elevado à condição de distrito, passando a se chamar Dom Eliseu.

O primeiro prefeito de Paragominas Amílcar Batista Tocantins, foi nomeado pelo governo federal.

Sua denominação constitui a abreviação do nome de três Estados: Pará, Goiás e Minas Gerais.

O município também atraiu na década de 90 e ainda no início do século XXI uma expressiva massa imigratória de sulistas, dos quais alguns eram empresários do setor de agricultura e muitos desempregados que tentavam uma vida melhor com emprego e custo de vida baixo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 02º59'45" Sul e a uma longitude 47º21'10" Oeste, estando a uma altitude de 90 metros. Sua população estimada em 2010 era de 97.788 habitantes.

Possui uma área de 19.395,69 km².

Economia[editar | editar código-fonte]

A cidade vem recebendo uma significativa quantidade de migrantes de outras regiões brasileiras impulsionados pela presença, na cidade, da mineradora Hydro. A noticia sobre a presença dessa empresa na cidade atraiu milhares de pessoas que buscavam oportunidades de emprego. Além da Hydro, várias outras empresas de grande porte começaram a se instalar no município. Em 2008, o então Prefeito Adnan Demachki lancou o projeto Paragominas Município Verde que revolucionou o município e tornou se modelo pra toda Amazônia como cidade sustentável. No mandato do Prefeito Adnan foram construídos os 3 cartões postais da Cidade, o Parque Ambiental Adhemar Monteiro, o Lago Verde e o Estádio Municipal. No final de 2010, instalou-se em Paragominas a primeira fábrica de MDF das regiões norte, nordeste e centro-oeste do Brasil; o produto é feito a partir de madeira reflorestada, o que garante o desenvolvimento sustentável da região. Está em fase de implantação no município uma termoelétrica que funcionará a partir da queima do pó de serra; a previsão é que esta entre em operação em junho de 2012.

Tem instalada uma Vara do Trabalho, um Fórum do tribunal de Justiça do Estado do Pará com três varas, Superintendência de Polícia Civil, 19º Batalhão de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

O município é sede de uma Subseção da OAB, onde o atual Presidente da subsecção e o Dr. Luiz Carlos dos Anjos Cereja (2013 a 2015).

E agora com a presença do prédio da Justiça Federal inaugurada em 23/03/2012.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. [http:ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_de_Populacao/Estimativas_2013/estimativa_2013_dou.pdf estimativa Populacional 2013] estimativa Populacional 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2013). Visitado em 26 de dezembro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 31 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.