Paramount Television

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paramount Television Inc.
Indústria Produção de Televisão
Destino Fundiu-se com a CBS Productions
Fundação 1967
Fundador(es) Gulf+Western
Encerramento 17 de janeiro de 2006
Proprietário(s) Gulf+Western (1967-1989)
Paramount Communications (1989-1994)
Viacom (1994-2005)
CBS Corporation (2006)
Antecessora(s) Desilu Productions
Sucessora(s) CBS Paramount Network Television (atual CBS Television Studios)
Logotipo da Desilu Productions

Paramount Television foi uma empresa norte-americana de produção e distribuição de televisão, iniciada em 1967 e fechada em 17 de janeiro de 2005.

Sua sucessora é a CBS Television Studios e seu predecessor foi a Desilu Productions, produtora de I Love Lucy.

História[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Desi Arnaz e Lucille Ball fundaram em 1951, a Desilu Productions para produzirem seu programa I Love Lucy. Porém acabaram produzindo muitos outros shows como The Untouchables, Mission Impossible e Star Trek: The Original Series.

A Paramount tinha feito um parceria de tentativas em meados da década de 1950 para produzir séries sob a Telemount (Television + Paramount). O primeiro, Cowboy G-Men, foi um esforço conjunto com a Mutual Broadcasting para distribuição. O segundo, estrelado por Sally Joan Caulfield, foi uma série de curta duração na NBC durante a temporada de 1957-58. Antes disso, a Paramount tinha uma rede de televisão, a Paramount Television Network, e teve uma participação em na DuMont Television Network, juntamente com a posse imediata de duas estações de TV: KTLA em Los Angeles e WBKB (agora WBBM- TV), em Chicago.

Outra tentativa produzido pela Paramount foi Destino Space, um piloto para uma série que nunca saiu do papel, produzido em associação com a CBS Television Network, em 1959.

Aquisição[editar | editar código-fonte]

Em 1967, Lucille Ball vendeu a Desilu para a Gulf+Western, dona da Paramount Pictures. Isso resultou em fusão que criou a Paramount Television. A esta altura, a Paramount já tinha se desligado do negócio de televisão: parou de produzir séries, fechou a rede de televisão, e vendeu as emissoras de suas propriedades.

A primeira produção da PTV foi Here's Lucy, que após seu fim os direitos foram vendidos para a Telepictures (atualmente parte da Warner Bros.).

Novos donos e expansão[editar | editar código-fonte]

Em 1989, a Gulf+Western foi renomeada como Paramount Communications, nomeado após grande trunfo da empresa, a Paramount Pictures (o nome que também foi utilizado para a empresa como um todo).

Essa empresa foi vendida para a Viacom em 1994. Então, em janeiro de 1995, a Paramount lançou finalmente uma rede de TV, a United Paramount Network, ou UPN, co-propriedade com a Chris-Craft Industries. PTV produziu a maior parte das séries exibidas na UPN, incluindo o primeiro programa já exibidos na rede, Star Trek: Voyager. UPN ficou 100% controlada pela Viacom em 2000, depois que Chris-Craft vendeu a sua participação (as emissoras de TV foram vendidas a News Corporation).

A fusão Viacom/Paramount deu uma biblioteca maior de programas de TV, bem, uma vez que a Viacom teve unidades de produção de televisão e de distribuição, bem antes da aquisição Paramount (a empresa de distribuição, a Viacom Enterprises, foi incorporada pela Paramount Domestic Television, enquanto a empresa de produção, Viacom Productions, continuou como uma divisão PTV até 2004). Logotipo da Viacom continuou a aparecer no final da série, porém (como Matlock e sua spin-offs, exceto nas exibições no Hallmark Channel e vários episódios de suas temporadas finais que foram produzidos após a fusão). Paramount Television, em seguida, distribuíu a biblioteca Carsey-Werner Productions para uma parceria de anos (herdadas da Viacom Enterprises) até que a C-W formou a sua própria unidade de distribuição (Paramount começou a inserir seus logos nos episódios pós-1994, todos os programas Carsey-Werner distribuidos agora possuem o logotipo da empresa no encerramento).

Paramount continuou a aumentar a sua biblioteca de TV. Em 1999, a Viacom adquiriu a participação plena na Spelling Entertainment Group, e os direitos de TV da Rysher Entertainment. Nesse mesmo ano, a Viacom adquiriu a CBS, que tinha separado a Viacom em 1971. PTV começou a produzir shows mais exibidos na CBS (já produzido JAG, antiga produção da NBC e Nash Bridges, adquirido a partir de Rysher), incluindo sucessos como spin-offs de JAG: NCIS e Criminal Minds (produzido com a ABC Studios).

Em 2000, a Paramount Television adquiriu os direitos de distribuição para o sitcom Spin City da DreamWorks Television, antecipando a aquisição da DreamWorks pela Viacom em cinco anos.

Em 2004, Viacom Productions foi fundido com Paramount Television, acabando com trinta anos de produção de televisão. A última série produzida pela Viacom Productions foi The 4400 (exibida no USA Network, do qual a Paramount já foi co-proprietária), a segunda temporada foi produzida pela PTV. É também o último show produzido pela V-P a ser cancelada, acontecendo isso em dezembro de 2007.