Parchal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Parchal  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Pavilhão do Arade
Pavilhão do Arade
Bandeira de Parchal
Bandeira
Brasão de armas de Parchal
Brasão de armas
Localização no concelho de Lagoa
Localização no concelho de Lagoa
Parchal está localizado em: Portugal Continental
Parchal
Localização de Parchal em Portugal Continental
37° 08' 12" N 8° 30' 44" O
Concelho primitivo Lagoa
Concelho (s) atual (is) Lagoa
Freguesia (s) atual (is) Estômbar e Parchal
Fundação 20 de Junho de 1997
Extinção 2013
Área [1]
 - Total 3,86 km²
População (2011)[2]
 - Total 4 019
    • Densidade 1 041,2/km2 
Gentílico: Parchalense
Orago São Francisco de Assis

Parchal é uma povoação portuguesa do concelho de Lagoa, com 3,86 km² de área e 4019 habitantes (2011). Densidade: 893,1 h/km².

Foi sede de uma freguesia criada em 20 de Junho de 1997 por desagregação da então freguesia de Estômbar.[3] e foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Estômbar, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Estômbar e Parchal com a sede em Estômbar.[4]

Esta freguesia serve como "cidade dormitório" de Portimão, uma vez que grande parte da população laboral da cidade afasta-se da grande metrópole escolhendo as terras vizinhas para habitar. O Parchal, devido à sua grande proximidade de Portimão, foi uma das freguesias eleitas, multiplicando grandemente a sua expansão desde o 25 de Abril.

Foi elevada a vila em 12 de Julho de 2001.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Situada na margem esquerda do Rio Arade e desanexada de Estômbar em 20 de Junho de 1997, a freguesia do Parchal é a mais recente do concelho de Lagoa estendendo-se por uma área de 4,5 quilómetros quadrados.

O topónimo Parchal parece derivar de Parchel ou Praxel, nome que designava o antigo convento Franciscano situado na vizinha povoação do Calvário, na freguesia de Estômbar. O vocábulo Praxel, que advém do árabe, significa lugar alagado ou alagadiço, precisamente como se encontravam as terras do Parchal nas suas origens, constantemente invadidas pelas marés do Rio Arade. Mas antes da actual designação, foi também conhecida por Aldeia dos Cucos, numa referência popular à família Cuco, uma das primeiras a instalar-se no Parchal.

A agricultura rudimentar e familiar primeiro, e a pesca e a indústria conserveira depois, foram os pólos de atracção para a criação de um primeiro núcleo habitacional localizado defronte a Portimão e ligado a esta urbe pela então, nova ponte do Rio Arade. No apogeu da actividade piscatória e da indústria conserveira, instalaram - se no território que corresponde actualmente à freguesia, diversas fábricas que representavam emprego e atraíam cada vez mais gente ao local. Quando em meados da década de 70, a indústria conserveira entrou em declínio, o Parchal era já um espaço habitacional consolidado, com forte ligação a Portimão, onde considerável parte da sua população desempenhava actividades ligadas à pesca, ao comércio e serviços.

Entretanto, a Revolução de Abril de 1974, trazia novos ventos, novas perspectivas e exigências, de entre elas, o direito à habitação digna e de acordo com as necessidades das famílias. Em consequência disso, um grupo de Parchalenses trouxe para o Parchal, um núcleo da então criada em Lagoa, Cooperativa de Habitação Económica Lagoense, que viria a ter um papel fundamental no desenvolvimento urbanístico e económico que o Parchal conhece hoje.

A criação da freguesia em Junho de 1997 e a elevação à categoria de vila em Abril de 2001 foram o justo reconhecimento do extraordinário desenvolvimento e de todas as potencialidades e perspectivas que se abrem ao Parchal. Teve como marcador desportivo o clube de futebol Sociedade Recreativa Boa União Parchalense, extinto em 2006.

Demografia[editar | editar código-fonte]

               Evolução da População Entre 2001 e 2011                 

Evolução da  População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011;

                 Os Grupos Etários Em 2001 e 2011                   

A População em 2001; A População em 2011;

Povoações[editar | editar código-fonte]

  • Bela Vista
  • Pateiro

Associações e Colectividades[editar | editar código-fonte]

Pavilhão Desportivo Prof. Manuel Ferraz, nas imediações da Escola E.B. 2/3 Rio Arade, no Parchal.

Principais Equipamentos Colectivos[editar | editar código-fonte]

Artesanato[editar | editar código-fonte]

  • Miniaturas de carroças algarvias;
  • Pinturas em azulejo;
  • Rendas;
  • Doçaria Regional.

Actividades Económicas[editar | editar código-fonte]

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Instituto Geográfico Português. Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1. "descarrega ficheiro zip/Excel"
  2. População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano) (em português). Instituto Nacional de Estatística. Página visitada em 28 de Fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013. "Informação no separador "Q601_Centro""
  3. Lei n.º 31/97. Diário da República. Página visitada em 6 de Abril de 2014..
  4. Lei n.º 11-A/2013 (Reorganização administrativa do território das freguesias). Diário da República 1.ª Série, n.º 19, de 28 de janeiro. Página visitada em 2 de fevereiro de 2013..
  5. Lei n.º 49/2001. Diário da República. Página visitada em 6 de Abril de 2014..

Ligações externas[editar | editar código-fonte]