Pariah (DC Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pária ou Pariah é um cientista fictício publicado pela DC Comics.

Status[editar | editar código-fonte]

  • Alter-ego: Kell Mossa
  • Primeira aparição: Crisis on Infinite Earths #1 (Abril de 1985)
  • Criado por: Marv Wolfman e George Pérez
  • Habilidades: Cientista Brilhante; invulnerabilidade; aparentemente imortal; teletransporte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Na minissérie Crise nas Infinitas Terras, Pariah era um dos maiores cientistas de sua versão da Terra1 embora suas experiências não ortodoxas para testemunhar a criação do universo resulte na aprendizagem do Antimonitor da existência da Terra de Kell destruída pelas ondas de antimatéria. Kell sobreviveu graças a intervenção do benevolente Monitor e adquiriu a (involuntária) habilidade de viajar de uma Terra alternativa para outra, forçando testemunhar milhões morrerem, embora ele ocasionalmente controle esse dom. Levando o nome '"Pária", ele é obrigado a assistir cada Terra sendo destruída. Pariah se culpa pela destruição de seu mundo, a liberação do Antimonitor, e a subseqüente de um universo após o outro, até que ele finalmente descobre que era inocente. Por causa da alteração do Monitor, ele é enviado para locais onde o perigo extremo acontece, geralmente a Terra que estava sendo destruída atualmente pelas ondas de antimatéria.Pariah era aparentemente indestrutível e imortal, mas relativamente impotente em termos de suas capacidades físicas (embora ele também pareceu ser capaz de voar), e ele considera que seus poderes têm uma maldição, desde que eles o sentenciaram a testemunhar horrores que ele nunca pôde parar, até mesmo lhe oferece um consolo de morte.

A Morte[editar | editar código-fonte]

Pariah tenta advetir Lex Luthor que um perigoso predador está vindo. Porém, este Luthor é na verdade Alexander Luthor Junior da Terra 3, disfarçado como sua contraparte no universo primaz para criar a Sociedade Secreta dos Supervilões. Pariah é assassinado com um tiro desferido pelo "predador" a que se referia, no caso, ao Luthor da Terra 3. Crise Infinita, escrita por Geoff Johns explicou que a imortalidade do herói só era efetiva com o multiverso original, consequentemente sem ele o mesmo pôde ser morto.2 , embora tenha sido mostrado Pariah possuir aquele poder durante a Guerra dos Deuses e em outras histórias Pós-Crise.

Referências

  1. Há um retcon que fala sobre sua vinda de uma dimensão alternativa no lugar de uma terra paralela.
  2. Tal explicação gerou um paradoxo devido à sobrevivência do Superboy Primordial como o vilão "Senhor do Tempo" na saga "Legião de Três Mundos".