Park Ji-Sung

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Park Ji-Sung
Park Ji-Sung
Informações pessoais
Nome completo Park Ji-Sung
Data de nasc. 25 de Fevereiro de 1981 (33 anos)
Local de nasc. Seul,  Coreia do Sul
Altura 1,75 m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 2000-2014 (14 anos)
Clube atual Aposentado
Posição Meio-Campista
Clubes de juventude
19992000 Coreia do Sul Myongji University
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20002002
20022005
20052012
20122013
2013-2014
Japão Kyoto Sanga
Países Baixos PSV Eindhoven
Inglaterra Manchester United
Inglaterra Queens Park Rangers
Países Baixos PSV Eindhoven (emp.)
0076 000(11)
0064 000(13)
0205 000(29)
0020 0000(0)
00025 0000(2)
Seleção nacional3
19992004
20002011
Flag of South Korea.svg Coreia do Sul Sub-23
Flag of South Korea.svg Coreia do Sul
0023 0000(3)
0100 000(13)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 6 de abril de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 7 de Janeiro de 2013.

Park Ji-Sung (Seul, 25 de fevereiro de 1981) é um ex-futebolista sul-coreano que atuava como meia. Seu último clube foi o PSV Eindhoven. Ele é considerado o maior futebolista da história do futebol sul-coreano assim também como um dos maiores do futebol asiático . Também era conhecido por seus dribles rápidos e por ter um volume de jogo veloz, resistente e com uma consistência tática eficaz.


Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Embora tenha nascido em Goheung, Park cresceu em Suwon, uma cidade satélite 30 km ao sul de Seul. Começou a jogar futebol durante o quarto ano do ensino fundamental. Durante este tempo, Park foi conhecido como um dos maiores jovens talentos na Coréia do Sul e estava sendo olhado por uma série de clubes diferentes. Ele era bem conhecido por seu ritmo de trabalho excelente, hipnotizante passes dribles e precisão.

Mais tarde, assinou um contrato com o Kyoto Sanga, do Japão. Guus Hiddink, e assim iniciando sua carreira como profissional. Porém após uma temporada no time japonês, foi convidado por Guus Hiddink, que havia sido seu técnico na Coréia do Sul a ir para o PSV Eindhoven

PSV Eindhoven[editar | editar código-fonte]

Após a Copa do Mundo de 2002, Hiddink tornou-se técnico do PSV ,e assim chamando jogadores sul-coreanos como Park e Lee Young-Pyo, enquanto Lee rapidamente se tornou titular da equipe, Park vinha lutando contra lesões que não permitiam o seu avanço na equipe.

Até o final da temporada 2003-04, Park tinha começado a adaptar-se à Holanda, dentro e fora de campo. Na temporada 2004-05, a saída de Arjen Robben para o Chelsea oferecia mais oportunidades para Park, e ele rapidamente provou seu valor para a equipe. Juntamente com Johann Vogel , DaMarcus Beasley e os holandeses Mark van Bommel e Philip Cocu, Park formou um ótimo meio-campo com o seu bom ritmo e passes precisos.

Com o seu ótimo futebol apresentado durante essa temporada no PSV, torcedores da equipe chegaram até a criar uma canção para o jogador que foi intitulada de "Canção para Park" lançada especialmente para o álbum do time.

Manchester United[editar | editar código-fonte]

Park Ji-Sung com a camisa do Manchester que era em homenagem ao desastre aéreo de Munique na década de 50

Nos últimos meses da temporada 2004-05, Park resolveu se juntar á equipe inglesa do Manchester United do técnico Alex Ferguson, assinando assim um contrato de £ 4 milhões.[1] . Lá Park se tornou o primeiro asiático a ser capitão do Manchester United quando assumiu a braçadeira de Ryan Giggs quando o substituiu durante uma um jogo em casa pela Champions League contra Lille no dia 18 de outubro de 2005.

Seu primeiro gol pelo Manchester United aconteceu em 20 de dezembro de 2005, durante a vitória por 3-1 sobre o Birmingham na Carling Cup pela quinta rodada.[2]

Em abril de 2007, Park foi enviado para os EUA para uma cirurgia em uma recorrente lesão no joelho, pondo fim a sua temporada. Apesar de afastado por lesão durante a maior parte da temporada, ele ainda jogou em partidas suficiente para se tornar o primeiro jogador sul-coreano a vencer a Premier League.

No dia 29 de abril de 2008, o Manchester United avançou para a Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2007-08, depois de vencer o Barcelona de Lionel Messi, em um jogo em que Park foi eleito o Homem do Jogo depois de uma ótima exibição ao longo da partida. No entanto, Park foi excluído do elenco para enfrentar o Chelsea na final;. o técino Alex Ferguson afirmou depois que deixando-o fora foi uma das decisões mais difíceis que ele teve de fazer ao longo de sua carreira como treinador. No final o Manchester acaba por vencer a Liga dos Campeões da UEFA de 2007-08, em uma final no Estádio Luzhniki, contra a equipe do Chelsea numa final que foi decidida somente no penaltis, e assim fazendo com o que Park se tornasse o primeiro jogado sul-coreano a vencer essa competição.

Em 14 de setembro de 2009, Park assinou uma extensão de contrato de três anos com o United, para mantê-lo no clube até 2012. Em 2010 viu seu clube perder na Liga dos Campeões da Europa, contra a equipe do Bayern de Munique, e perder a Premier League para o Chelsea.

Durante a tempora 2010-11, após ter voltado da Copa do Mundo na África do Sul, Park foi preterido em alguns jogos do Campeonato Inglês, mais tarde ficou fora do clube para jogar a Copa da Ásia de 2011, onde foi a sua última competição internacional pela Coréia do Sul, retornando ao Manchester em fevereiro.

Após ter voltado a ser titular no United, Park foi uma peça importante de Alex Ferguson para conquistar o título da Premier League 2010-11, sendo decisivo nos jogos pela quartas de finais da Liga dos Campeões da UEFA de 2010-11, contra a equipe do Chelsea, e assim fazendo com o que o Manchester voltasse a uma final de Liga dos Campeões dessa vez contra o poderoso Barcelona de Lionel Messi, Andrés Iniesta, Xavi Hernández e cia. jogou todos os 90 minutos daquela final no Estádio de Wembley, mas de nada pode fazer para evitar a derrota de sua equipe por 3 a 1 e assim sendo vice-campeão daquela competição.

Queens Park Rangers e volta para o PSV Eindhoven[editar | editar código-fonte]

Na temporada 2012-2013 foi transferido para o Queens Park Rangers onde jogou ao lado de Júlio César e Fábio Silva, que estava emprestado. Ficou até 2013 quando o time foi rebaixado para a Football League Championship (segunda divisão) do campeonato inglês. Depois disso, o então técnico do PSV e ex-companheiro de Park no mesmo, Philip Cocu, o levou de volta ao clube onde se destacou, o PSV Eindhoven, em um empréstimo para jogar a temporada 2013-2014.

PSV Eindhoven[editar | editar código-fonte]

Mesmo com a ida de Park ao PSV para a temporada 2013-14, o sul-coreano não conseguiu repetir o feito da última temporada em que estava no time holandês, jogando apenas 25 partidas e marcando 2 gols, assim deixando o clube na quinta posição da Eredivisie 2013-14. De qualquer forma, Park entrou para a história do PSV, se tornando um dos ídolos do clube.

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

No dia 3 de Maio de 2014, Park jogaria o que seria sua última partida como profissional, uma vitória do PSV por 2 a 0 em cima do NAC Breda pela Eredivisie. Depois da vitória, Park, considerado o maior futebolista da história do futebol sul-coreano, decidiu se aposentar aos 33 anos, anunciando o fato oficialmente apenas no dia 14 de Maio de 2014 e encerrando assim sua vitoriosa carreira de jogador.

Seleção Coreana[editar | editar código-fonte]

Pela Coreia do Sul, Park participou da Copa do Mundo 2002, de 2006 Copa do Mundo FIFA de 2010, sendo destaque do seu país em todas as participações, inclusive sendo um dos poucos jogadores na história das Copas a marcar gol em 3 Copas diferentes, feito realizado por poucos como Ronaldo, Klose e Pelé.

Gols pela seleção coreana nas Copa do Mundo de 2002, 2006 e 2010
# Data Adversário Placar Resultado Local
1 14 de junho de 2002 Flag of Portugal.svg Portugal 1–0 1–0 Daegu World Cup Stadium, Daegu
2 18 de junho de 2006 Bandeira da França França 1–1 1–1 Zentralstadion, Leipzig
3 12 de junho de 2010 Grécia Grécia 2–0 2–0 Nelson Mandela Bay Stadium, Porto Elizabeth


Anunciou no dia 31 de janeiro de 2011 a sua aposentadoria da seleção sul-coreana aos 29 anos, após um teceiro lugar de sua seleção na Copa da Ásia de 2011 perdendo a semi-final para os campeões Japão onde também era o capitão da equipe. Apontado como um dos maiores jogadores ásiaticos da história justificou a sua deixa dizendo que é hora de dar chances aos novos talentos.

Até hoje, atuou 100 vezes pela seleção e marcou 13 gols.

Jogos eliminatórias para a copa 2006 pela Seleção Sul-Coreana principal[editar | editar código-fonte]

Data Competição Local Placar Adversário
1 18 de fevereiro de 2004 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Suwon World Cup Stadium (LIB) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 2 – 0 Flag of Lebanon.svg Líbano
2 9 de agosto de 2004 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Daejeon World Cup Stadium (VIE) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 2 – 0 Vietnã Vietnã
3 17 de novembro de 2004 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Seoul World Cup Stadium (MDV) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 2 – 0 Maldivas
4 9 de fevereiro de 2005 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Seoul World Cup Stadium (KUW) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 2 – 0 Flag of Kuwait.svg Kuwait
5 25 de março de 2005 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Prince Mohammed Bin Fahad Bin Abdul Aziz (KSA) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 0 – 2 Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita
6 30 de março de 2005 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Seoul World Cup Stadium (UZB) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 2 – 1 Flag of Uzbekistan.svg Uzbequistão
7 3 de agosto de 2005 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Pakhtakor (UZB) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 1 – 1 Flag of Uzbekistan.svg Uzbequistão
8 8 de agosto de 2005 Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2006 - Ásia Peace & Friendship National Stadium (KUW) Flag of South Korea.svg Coreia do Sul 4 – 0 Flag of Kuwait.svg Kuwait

Títulos[editar | editar código-fonte]

Japão Kyoto Sanga
Países Baixos PSV Eindhoven
Inglaterra Manchester United

Prémios individuais[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Foi capitão da sua seleção nas copas de 2006 e 2010.
  • Entre os seus inúmeros títulos conquistados pelos clubes por onde passou, Park nunca conseguiu conquistar um título pela sua seleção sul-coreana. A campanha de maior relevância para Park, foi conseguir levar a sua seleção até as semifinais da copa do mundo de 2002 que foi sediada em sua própria casa, na Coréia do Sul e no Japão. A seleção de Park foi eliminada para seleção da Alemanha pelo placar mínimo de 1 x 0.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Perfil em ogol http://pt.fifa.com/worldfootball/statisticsandrecords/players/player=177788/index.html https://twitter.com/RealParkJiSung http://www.zerozero.pt/noticia.php?id=72072