Parque Estadual da Chacrinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entrada do parque
Uma casa em ruínas, lembrança da época da ocupação
Área de lazer

O Parque Estadual da Chacrinha está localizado no bairro de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, em uma de suas áreas mais densamente povoadas. Em meio a prédios residenciais, ao lado da ladeira do Leme, situam-se os 13,3 hectares de mata do parque.

Importância ambiental[editar | editar código-fonte]

O parque representa o último refúgio para algumas espécies como o mico-estrela, o gambá, o tatu, o gavião-carijó, a coruja, o anu-branco, o anu-preto e o sanhaço. Desempenha, ainda, um papel importante para a amenização do clima e preservação do ecossistema, além de representar uma importante área de lazer para os moradores. Na flora do parque podem ser encontradas espécies como embaúba, guatambu e paineira.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O parque foi formado a partir de terrenos de instalações militares e pela antiga Chácara do Leme, conhecida como Chacrinha, que deu origem a seu nome. Como tantas outras encostas da cidade, foi ocupada por populações carentes. Este é um dos desafios ambientais recorrentes na cidade: conciliar os problemas sociais com a preservação ambiental. Apesar de ter sido criado em 1969, foi efetivamente implantado somente em 1984, com a liberação da área.

Lazer e integração com a comunidade[editar | editar código-fonte]

O parque oferece espaços destinados à recreação, esporte e ginástica. Ainda existem trilhas que dão acesso ao alto do Morro de São João.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]