Parque Nacional do Iguaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque Nacional do Iguaçu
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
Fotografia aérea do Parque, o lado brasileiro fica à esquerda.
Localização  Paraná,  Brasil
Localidade mais próxima Foz do Iguaçu
Dados
Área 185 262 ha
Criação 10 de janeiro de 1939 (75 anos)
Gestão ICMBio
Sítio oficial Parque Nacional do Iguaçu
Coordenadas 25° 22' 24" S 54° 2' 33" O
Parque Nacional do Iguaçu está localizado em: Brasil
Parque Nacional do Iguaçu
Nome oficial: Parque Nacional do Iguaçu
Tipo: Natural
Critérios: vii, ix, x
Designação: 1986 (10ª sessão)
Referência: 355
País: Brasil
Região: Américas
Ameaçado: 1999-2001

Parque Nacional do Iguaçu, no Estado do Paraná, é uma Unidade de Conservação brasileira. Está localizado na região Extremo Oeste Paranaense, a 17 km do centro da cidade de Foz do Iguaçu e a apenas 5 km do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. O Parque Nacional tem uma área total de 185.262,20 hectares, e nele se encontra um dos mais espetaculares conjuntos de cataratas da Terra, as Cataratas do Iguaçu. É administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Também é um dos poucos locais de conservação da Mata Atlântica, que antes cobria mais de 1,3 milhão de km², e hoje está reduzida a apenas 7,3% desse total. Dentro do bioma da Mata Atlântica, o parque conserva um dos maiores trechos da vegetação original da ecorregião da Floresta Atlântica do Alto Paraná, hoje reduzida a menos 5 % de sua cobertura original, no Brasil[1] . O que restou encontra-se, atualmente, em pequenas áreas isoladas, dentre elas as chamadas Unidades de Conservação. Até a década de 1950, a região oeste paranaense mantinha-se bem preservado ambientalmente, a partir daí, o processo mais intenso de devastação foi isolando o Parque Nacional do Iguaçu. Em 1980, este já estava praticamente isolado, em situação similar ocorrida à região da Serra do Mar, no litoral paranaense. (Fonte: Fundação SOS Mata Atlântica)

Quanto a biodiversidade de fauna, presentemente foram registradas 257 espécies de borboletas, porém estima-se que existam cerca de 800, mamíferos foram catalogados 45, anfíbios 12, serpentes 41, lagartos 8, peixes 18 e 200 espécies de aves.(Fonte: IBAMA)

No Brasil, o Parque Natural confina com 14 municípios: de Foz do Iguaçu, Medianeira, Matelândia, Céu Azul, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Santa Tereza do Oeste, Capitão Leônidas Marques, Capanema e Serranópolis do Iguaçu.

O Parque Nacional do Iguaçu foi efetivamente criado em 10 de Janeiro de 1939, através do Decreto-Lei nº 1.035 do então Presidente da República, Getúlio Vargas. Em 17 de Novembro de 1986, recebeu a distinção, concedida pela UNESCO, de Patrimônio Natural da Humanidade. O parque teve seu primeiro Plano de Manejo elaborado em 1981, tendo sido revisado somente no ano de 1999.

O Parque protege toda a bacia do Rio Floriano, um dos afluentes do Rio Iguaçu, uma raridade na Região Sul do Brasil pela qualidade da água, cuja suas nascentes ficam próximas à Rodovia BR-277, entre Céu Azul e Santa Terezinha de Itaipu.

As Cataratas do Iguaçu, junto com a Floresta Amazônica, são uma das 28 finalistas da campanha mundial de escolha das Sete Novas Maravilhas da Natureza, organizada pela Fundação New 7 Wonders e que deve durar até 2011 quando deve ser atingido o número de 1 bilhão de votos. Pela internet é possível votar através da pagina oficial da Fundação New 7 Wonders.[2]

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1542, o espanhol Alvar Nuñez, nomeado Governador do Paraguai, seguia viagem rumo à cidade de Assunção, quando se deparou com a grandiosidade das Cataratas do Iguaçu. Ele foi o primeiro europeu a conhecer a região, onde na época viviam apenas os índios tupi-guaranis. Foi no ano de 1876, o engenheiro André Rebouças faz a primeira proposta ao Imperador D. Pedro II sobre a criação do Parque Nacional. Em 1916, Santos Dumont, ao conhecer as Cataratas do Rio Iguaçu, ficou tão impressionado com a sua beleza que pressionou com o seu prestígio o então governador do Paraná, Afonso Camargo, para que ali fosse criado um Parque Nacional. O local que era então propriedade particular, é declarado local de interesse público. Em 1930, foi ampliada a área desapropriada em 1916, para criar o Parque Nacional do Iguaçu.

Atrativos para o Turismo[editar | editar código-fonte]

O Parque Nacional do Iguaçu preserva a exuberante vegetação da selva subtropical que rodeia a Área das Cataratas: 2 mil espécies de plantas e 400 de aves. Conta com dois circuitos fundamentais chamados Inferior e Superior. No Circuito Inferior, as passarelas o levarão a sentir as quedas de água desde a parte inferior, enquanto que o Circuito Superior, o fará por sobre a queda de água. Os visitantes dispõem ainda de um elevador panorâmico. Poderá também sobrevoar as Cataratas do Iguaçu a partir do helicópetro da Helisul, bem como fazer passeios em barco a motor no rio.

Além das exuberantes cataratas e seus arco-íris, poderá conhecer outros motivos de interesse: o Centro de Visitantes, o Zoológico, a Linha Martins, o Parque das Aves Tropicana, a Trilha do Poço Preto, o Salto do Macuco, a Trilha da Bananeiras, a Praça e Estátua de Santos Dumont, homenagem feita pela VASP ao "Pai da Aviação", que usou todo seu prestígio junto ao Governo do Estado do Paraná na transformação da Área das Cataratas do Iguaçu num Parque Nacional. O local que era propriedade particular, é então declarado público.

Necessidade de Proteção Binacional[editar | editar código-fonte]

Toda essa riqueza que o Parque abriga está permanente ameaçada. Isso exige enérgicas medidas de sensibilização e educação ambiental, fiscalização rigorosa das autoridades competentes e de legislação adequada. A caça predatória e clandestina, a extração ilegal de retirada do palmito-juçara (em lat. Euterpe edulis), a retirada de madeira e lenha, o uso de agro-tóxicos próximo a rios que adentram o Parque, o desmatamento da mata ciliar, afetam profundamente todo o equilíbrio do ecossistema. Somado ao Parque Nacional Iguazú, na Argentina, este Patrimônio Natural da Humanidade compõe uma área total de cerca de 250 mil hectares de floresta subtropical e fauna protegida..[3] Desde 2002 o Parque Nacional do Iguaçu é um dos sítios geológicos brasileiros.[4]

Panorama com passarela do parque e as Cataratas do Iguaçu ao fundo

Referências

  1. Visão da Biodiversidade da Ecorregião Florestas do Alto Paraná. WWF. Página visitada em 27 mar. 2012.
  2. New 7 Wonders: http://www.new7wonders.com/
  3. Patrimônio mundial no Brasil, 2ª edição, Brasília, UNESCO e Caixa Econômica Federal, 2002)
  4. 2002 - Salamuni, R., Salamuni, E., Rocha, L. A., e Rocha, A. L. - Parque Nacional do Iguaçu, PR - Cataratas de fama mundial: http://www.unb.br/ig/sigep/sitio011/sitio011.pdf IN: Schobbenhaus,C.; Campos,D.A.; Queiroz,E.T.; Winge,M.; Berbert-Born,M.L.C. (Edit.) 2002. Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. DNPM/CPRM - Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos (SIGEP) - Brasília 2002; 554pp; ilust.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Iguazu National Park

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Unidades de Conservação da Natureza é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.