Parque Villa-Lobos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Parque Villa Lobos)
Ir para: navegação, pesquisa
Parque Villa-Lobos
Vista para a Marginal Pinheiros.
Localização Alto de Pinheiros, São Paulo, Brasil
Tipo Público
Área 732 mil m²
Inauguração 1994
Administração Governo do Estado de São Paulo

O Parque Villa-Lobos é um parque público, localizado no distrito do Alto de Pinheiros, às margens do rio Pinheiros, na cidade de São Paulo, Brasil. A entrada principal do parque situa-se na avenida Prof. Fonseca Rodrigues.

Inaugurado no final de 1994, o parque, projeto do arquiteto Decio Tozzi, foi originalmente concebido para ser um oásis musical – uma homenagem ao compositor Heitor Villa-Lobos, mas hoje é muito procurado para caminhadas, passeios de bicicletas e um paraíso para os patinadores, por ser plano e uma pavimentação uniforme. Por ser um parque de segunda geração, concebidos com a intenção de conceituar o tempo livre de lazer das populações urbanas como um tempo de cultura e de conhecimento, o Villa-Lobos é proposto como um parque temático musical, moderno e contemporâneo, contendo, além das áreas verdes, equipamentos destinados ao sensível conhecimento da música.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Visão interna do Orquidário Ruth Cardoso.

Possui 732 mil m² de área verde, ciclovia, playground, ilha musical para shows e concertos e bosque de Mata Atlântica. A área de lazer inclui ainda aparelhos para ginástica, pista de cooper, tabelas de basquete, 3 quadras para futebol de salão, 7 para tênis, além de quadras poli esportivas, 4 campos de futebol, 2,4 km de pistas para caminhadas, 3,5 km de ciclovia. Um anfiteatro aberto de 729 m², com 450 lugares, sanitários adaptados para deficientes físicos, lanchonete e 750 vagas para estacionamento.

O parque também promove eventos musicais, especialmente instrumentais, como orquestras e grupos de choro; o complexo de tênis abriga o torneio internacional Aberto de São Paulo. Em dezembro de 2010, foi inaugurado o Orquidário Ruth Cardoso[1] . Também conta com circuito elevado entre as copas de alguns exemplares das árvores do parque.

O público estimado é de cerca de 3 mil pessoas por dia durante a semana e aproximadamente 25 mil nos fins de semana.[carece de fontes?]

Nos finais de semana e feriados, também é possível ver pipas exóticos nos céus do parque, entre eles pipas gigantes, polvos, Asas Deltas e Parafoils. Diversão garantida e sem "cerol" (cortante), pois o mesmo é proibido no parque.

A segurança do parque é auxiliada pela Polícia Militar, que está baseada no local com a 1ª CIA do 23º BPM/M; uma equipe terceirizada complementa a segurança local.

História[editar | editar código-fonte]

Ilha musical do parque.
Pessoas de todas as partes da metrópole freqüentam o parque atualmente.

Em 1987, comemorava-se o centenário de nascimento de Villa-Lobos. No ano seguinte, os Decretos Estaduais 28.335 e 28.336/88 destinavam a área atual do parque à implantação de um “parque de lazer, cultura e esporte"[2] .

Antes de 1989, em sua porção mais a oeste havia um depósito de lixo do CEAGESP, onde cerca de oitenta famílias recolhiam alimentos e embalagens, na parte leste ao lado do Shopping Villa-Lobos, era um depósito de material dragado do Rio Pinheiros e na porção central o antigo proprietário permitia o depósito de entulho da construções[3] .

Antes da reconstrução, o parque constituía-se em um grande descampado. Boa parte dos seus 750.000 metros quadrados de área verde. Com as reformas, houve o plantio de árvores e a instalação de lanchonete e sanitários, fornecendo a infra-estrutura necessária a seu funcionamento. A base da polícia militar instalada no local resolveu o problema da segurança.[carece de fontes?]

Em 2004, o Decreto 48.441 passou a administração do parque para a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Em 2010, foram retiradas 15 barracas de alugueis e de comida, que atuavam há mais de 10 anos no local. Em seu lugar, a partir de uma licitação, 2 empresas controlam agora, cada uma, as barracas de aluguel dos equipamentos e da venda de alimentos. As duas empresas permanecerão por 30 meses no local e juntas pagarão ao Governo 6,2 milhões de Reais. Em 2011, foi anunciada a ampliação em 20% da área do parque, onde hoje está localizado o canteiro de obras da Linha 4 do Metrô de São Paulo[4] .

O parque já recebeu em 2011 o espetáculo Varekai do "Cirque Du Soleil", e em 2013 voltou a receber a trupe com o espetáculo "Corteo".

Complexo de tênis[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um complexo público de tênis composto por 7 quadras de superfície dura (cimento), localizadas no interior do parque. Com capacidade para 4.500 espectadores, é a sede do torneio Aberto de São Paulo.

Horta[editar | editar código-fonte]

No parque também tem um espaço onde você pode encontrar uma horta com grande variedades, como por exemplo: Manjericão, menta, alfazema, canfora, novalgina, babosa, citronela entre outras. Os atendentes são bem atenciosos e dispostos a tirar qualquer duvida referente as plantações, e você ainda pode levar hortaliças para casa.

Horta do Parque Villa Lobos, SP, São Paulo


Referências

  1. O Estado de São Paulo Orquidário Ruth Cardoso é inaugurado hoje no Parque Villa Lobos, em São Paulo
  2. Parque Villa Lobos Histórico
  3. Parque Villa Lobos Histórico
  4. Secretaria do Meio Ambiente Parque Villa-lobos ganhará mais 20% de área

Ligações externas[editar | editar código-fonte]