Parques da cidade de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque do Ibirapuera, o mais importante e famoso parque da cidade.
Parque Villa-Lobos, um dos mais procurados em São Paulo.
O Jardim da Luz, o mais antigo parque da cidade, no centro de São Paulo.
Parque da Aclimação, na região central da cidade.
Fontes do Parque da Independência, com o Museu do Ipiranga ao fundo.
Interior do Parque Trianon.
Interior do Parque Anhangüera.

A cidade de São Paulo conta com diversos parques e reservas ambientais. Entre parques estaduais e municipais, somam-se 63 áreas espalhadas pela cidade.

Centro[editar | editar código-fonte]

Zona Norte[editar | editar código-fonte]

Zona Sul[editar | editar código-fonte]

Zona Leste[editar | editar código-fonte]

Zona Oeste[editar | editar código-fonte]

  • Parque Trianon: trata-se do Parque Tenente Siqueira Campos, mais conhecido como Parque Trianon ou Parque do Trianon, que foi inaugurado em abril de 1892 com a abertura da Avenida Paulista na cidade de São Paulo. Foi projetado pelo paisagista francês Paul Villon, sendo um dos mais famosos parques da cidade de São Paulo, localizado na Avenida Paulista, em frente ao MASP e entre o principal centro financeiro do país. Em seu interior, além da única reserva remanescente de mata atântica da região, outros atrativos como a estátua do Fauno de Vítor Brecheret, um viveiro de aves, fontes, chafarizes, locais de recreação infantil, sanitários públicos e centro administrativo, tornando-se um refúgio de lazer e descanso no meio da agitada Avenida Paulista
  • Parque Villa-Lobos: é um parque localizado no bairro Alto de Pinheiros, às margens do rio Pinheiros. Possui 732 mil m² de área verde, ciclovia, playground, ilha musical para shows e concertos e bosque de Mata Atlântica. A área de lazer inclui ainda aparelhos para ginástica, pista de cooper, tabelas de basquete, 3 quadras para futebol de salão, 7 para tênis, além de quadras poli esportivas, 4 campos de futebol, 2,4 km de pistas para caminhadas, 1,5 km de ciclovia. Um anfiteatro aberto de 729 m², com 450 lugares, sanitários adaptados para deficientes físicos, lanchonete e 750 vagas para estacionamento. O parque também promove eventos musicais, especialmente instrumentais, como orquestras e grupos de choro e o Complexo de Tênis do Parque Villa-Lobos abriga o torneio internacional Aberto de São Paulo de Tênis.
  • Parque do Povo: é um parque localizado próximo ao bairro da Vila Olímpia. Atualmente conta com três quadras poliesportivas, pista de ciclismo, caminhada, corrida, trilha e aparelhos de ginástica.
  • Parque Luís Carlos Prestes: é um pequeno parque municipal situado no extremo oeste da cidade de São Paulo, no bairro de Jardim Rolinópolis, distrito do Butantã, próximo à rodovia Raposo Tavares. Possui uma área de 27.100m² e está situado em uma encosta inclinada, de forma que possui três planos distintos ligados por escadas rústicas unindo os três platôs.
  • Parque Previdência: é um parque municipal situado no extremo oeste da cidade, no bairro de Jardim Rolinópolis, prôximo a rodovia Raposo Tavares. Possui uma área de 91.500m².
  • Parque Burle Marx: é um parque situado no distrito do Vila Andrade. Está localizado próximo à Marginal Pinheiros, na avenida Dona Helena Pereira de Morais, e foi inaugurado em 1995. Seus jardins foram projetados pelo renomado paisagista Burle Marx, o qual deu nome ao parque.
  • Parque da Água Branca: é um parque de 136.765.41 , localizado na zona oeste da cidade, próximo ao centro. Foi criado em 2 de junho de 1929 pelo Secretário de Agricultura Dr. Fernando Costa, com o objetivo de abrigar exposições e provas zootécnicas. Na ocasião, a Avenida Água Branca sequer havia sido asfaltada. Em 1996, o parque foi tombado pelo Condephaat como patrimônio cultural, histórico, arquitetônico, turístico, tecnológico e paisagístico do estado de São Paulo. Atualmente abriga diversas associações de criadores de raças de eqüinos e bovinos.
  • Parque Alfredo Volpi: é um parque localizado no bairro de Cidade Jardim, distrito do Morumbi, na zona oeste da cidade. Possui uma área de 142.432 m². Anteriormente denominado Bosque do Morumbi, foi criado visando a preservação ambiental por meio de uma significativa área remanescente de vegetação do Domínio da Mata Atlântica inserido no tecido urbano.
  • Parque Raposo Tavares: é um parque localizado no subúrbio oeste da cidade, no distrito do Butantã.
  • Parque dos Eucaliptos: é um parque situado no oeste suburbano de São Paulo, no distrito de Vila Sônia.

Fauna e Flora[editar | editar código-fonte]

Em plena capital paulista, os pássaros florestais aparecem com mais frequência na primavera, por volta dos meses de Setembro à Dezembro, devido ao cinturão de mata nativa que ainda cerca a metrópole de São Paulo.

Nos mais de 30 parques da cidade, dentre eles os grandes parques do Carmo, Ibirapuera, Villa-lobos, Anhanguera, entre outros, é possível escutar o canto do Sabiá-laranjeira, que tem um canto doce que se inicia bem nos primeiros dias de Setembro; do Sanhaço, um pássaro de tonalidade azul que tem um canto ritmado e forte. Dezenas de Bem-te-vis podem ser ouvidos a metros de distância, além dos colibris, que disputam o território em volta das flores, ao redor dos parques.

Apesar da intensa poluição de algumas áreas da cidade, como as vias expressas Marginal Tietê e Marginal Pinheiros, devido ao grande tráfego de veículos, a vida tem resistído a esses fatores no município. Os principais rios da cidade, Tietê e Pinheiros, abrigam várias espécies de animais como: Capivaras, gaviões, quero-quero, garças africanas, cobras, ratões do banhado e até um jacaré sobrevivem ao longo dos rios, aumentando as esperanças de salvação dos mesmos, futuramente.

Lista da fauna do município de São Paulo[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]