Partícula submitocondrial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma partícula submitocondrial é o produto membranoso compartimentado da exposição de uma mitocôndria a ultrassons, o que leva à compressão das suas cristas, forçando a membrana interna a ficar do avesso. Por consequência, a partícula F1 fica exposta no exterior. Estas partículas podem ser removidas usando agentes caotrópicos como a ureia, dissociando a correspondente atividade ATPase da membrana. Contudo, os complexos de transporte de eletrões mantêm-se na membrana.[1]

Se as partículas F1 forem removidas de partículas submitocondriais, estas podem ser reconstituídas através da remoção cuidadosa do agente caotrópico.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Dr. John Illingworth. Sub-mitochondrial particles Bioenergetics. School of Biochemistry and Molecular Biology.
Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia molecular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.